Subscribe Now

Trending News

Cliente seguro: 9 formas de proteger sua loja física
Tecnologia

Cliente seguro: 9 formas de proteger sua loja física

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, a segurança dos clientes dentro de um estabelecimento comercial é de responsabilidade da empresa. Assim, um ambiente que ofereça proteção não somente estará dentro da lei ao deixar o cliente seguro, como também oferecerá um serviço de qualidade aos consumidores e um bom local de trabalho para seus colaboradores.

Portanto, para que você saiba exatamente como se comportar para ter um excelente sistema de prevenção e controle de incidentes, listamos 9 dicas que não podem deixar de serem seguidas. Acompanhe!

1. Invista em um sistema de câmeras de segurança

A instalação de câmeras de segurança é uma forma bastante eficiente de manter o cliente seguro. Afinal, esse recurso intimida a ação de criminosos, em especial os oportunistas que buscam brechas nos sistemas no segurança. Isso é devido à garantia de um flagra e também à possibilidade de sua identificação.

Além disso, com o acompanhamento em tempo real, é possível acionar imediatamente a polícia em caso de roubo ou tentativa de invasão. Também é importante sinalizar que todos estão sendo filmados, pois essa atitude ajuda a inibir a atitude de pessoas mal-intencionadas.

2. Armazene as imagens das câmeras

Não basta apenas ter uma equipe de monitoramento acompanhando em tempo real pelas câmeras o que acontece dentro do estabelecimento. É necessário também armazenar as imagens. O recomendado é que se faça isso por um período de, no mínimo, 30 dias.

Em geral, os equipamentos mais modernos podem ser programados para guardarem as filmagens pelo tempo que for estipulado. As imagens armazenadas servem para identificar posteriormente as infrações que possam passar despercebidas na hora. Além disso, também servem como evidências em processos.

3. Utilize sensores infravermelhos

Há diversos modelos de sensores infravermelhos, sendo que o mais utilizado é o passivo. Esse tipo não emite luz infravermelha, mas, sim, recebe o sinal emitido pelo calor do corpo. Assim, serve tanto para captar a presença de alguém e acender a luz de um ambiente quanto para acionar a central de segurança sobre o aparecimento de um indivíduo.

Esse tipo de equipamento é mais indicado para ambientes internos, e é melhor evitar o uso em locais com grandes alterações de temperatura. Para ambientes externos, recomenda-se os sensores infravermelhos ativos, que emitem a luz para captar a presença de pessoas, carros, entre outros.

4. Treine seus funcionários

É necessário que tanto os funcionários quanto os donos dos estabelecimentos comerciais tomem medidas que inibam as ações de pessoas mal-intencionadas. Dessa forma, é bastante importante que haja a recepção do cliente por um colaborador assim que chegar ao local. Isso mostra que a equipe está atenta à movimentação.

Além disso, é bom que a equipe tenha uma maneira discreta de se comunicar caso um dos funcionários desconfie de alguma atitude suspeita. Assim, outros ficarão atentos também. É importante que o “código — ou palavra — de segurança” não seja óbvio para que a pessoa suspeita não seja alertada.

5. Analise o comportamento dos clientes

Além de treinar sua equipe para ficar atenta a qualquer movimento estranho, é imprescindível instruí-la para que analise bem o comportamento dos clientes em caso de dúvidas ou apenas de suspeitas para ter a certeza de que algo errado está ocorrendo ou não. Dependendo do caso, é preciso abordar a pessoa da maneira correta.

Ou seja, é necessário não chamar a atenção dos demais presentes, não fazer acusações sem embasamento, nem constranger o indivíduo. Afinal, se a abordagem for feita de forma equivocada, poderá causar processos, má fama do local e imagem manchada perante os consumidores.

6. Elimine os pontos cegos do seu estabelecimento

Tome cuidado para que o que ambiente não tenha pontos cegos. Então, otimize o layout e coloque espelhos ou câmeras onde o alcance visual seja nulo ou incompleto. Ademais, certifique-se de que todas as áreas estão bem iluminadas e podem ser vistas pelos funcionários e pela equipe de monitoramento.

Os espelhos convexos são ótimos para evitar pontos cegos. Isso deve-se ao seu formato, que permite um campo amplo de visão, podendo chegar até a 360º. No entanto, o modelo mais comum é o que oferece um ângulo entre 90 º e 180 º.

7. Evite displays altos nos corredores

É fundamental manter os displays, as gôndolas e as prateleiras dos corredores com, no máximo, meio metro de altura. Dessa forma, a visão da equipe não ficará obstruída. Caso isso não seja possível, deixe um espaço entre os móveis para permitir a visibilidade entre os corredores. Os maiores devem ser colocados encostados à parede.

Ademais, evite colocar mercadorias muito próximas à porta ou, até mesmo, fora da loja. É fato que isso chama a atenção dos consumidores, no entanto, também alerta pessoas mal-intencionadas, além de facilitar a ação delas.

8. Tenha uma destinação para o dinheiro em caixa

O ideal é não guardar muito dinheiro no próprio estabelecimento. Deixe valores pequenos nos caixas e armazene o restante no banco ou em cofres fora do ponto comercial. Além disso, é importante ter bastante discrição sobre o dinheiro.

Procure não mencionar para outras pessoas a forma utilizada para guardar e transportar valores. Essas informações podem ser repassadas a criminosos e seu comércio pode virar um alvo. Com essa atitude, além de proteger seu estabelecimento e manter seus clientes seguros, você minimizará os prejuízos caso ocorra algum furto ou roubo.

9. Controle o acesso a determinados lugares

É recomendado que o acesso seja restrito em determinadas áreas de um ponto comercial, como estoque, depósito, tesouraria, setor financeiro, entre outros. Assim, utilize sistemas de controle de acesso e redobre a segurança no local.

Além de controlar a entrada em locais físicos, as precauções também devem ser tomadas em relação aos programas utilizados no estabelecimento. Isso é feito por meio de softwares de gerenciamento de controle de acesso. Não deixe de utilizar o que melhor se adéqua às suas necessidades.

Enfim, a segurança de um estabelecimento é de suma importância, afinal, é preciso proteger o patrimônio material, além de manter os clientes seguros e oferecer um local protegido para que os colaboradores trabalhem. Por isso, não deixe de seguir nossas dicas. Vale ressaltar que é fundamental adquirir equipamentos de qualidade e contar com bons profissionais para a instalação dos sistemas de segurança. Somente dessa forma será possível garantir a integridade de todos.

Gostou dessas dicas de como manter seu cliente seguro? Então, compartilhe este post em suas redes sociais para que seus amigos e outros lojistas também fiquem por dentro do assunto!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *