Subscribe Now

Trending News

Alarme monitorado: saiba por que oferecê-lo aos clientes
Produtos

Alarme monitorado: saiba por que oferecê-lo aos clientes

Na atualidade, os inúmeros casos de violência que se sucedem diariamente evidenciam a importância de contar com as mais avançadas tecnologias de segurança. Em tal contexto, destaca-se, entre as mais eficientes soluções, o alarme monitorado.

Afinal de contas, as tentativas de roubos e outros crimes tendem a cair significativamente em locais que integram esse recurso em suas estratégias de segurança. Pensando nisso, abordamos, ao longo deste artigo, as principais informações sobre o alarme monitorado, apresentando também as suas vantagens e peculiaridades. Boa leitura!

Como funciona o alarme monitorado?

O sistema de alarme monitorado pode ser definido como o conjunto de equipamentos que visa garantir a segurança de um determinado local. Para tanto, o alarme monitorado informa eventuais violações de perímetro por meio de sinais visuais e/ou sonoros.

Trata-se de um dos mais baratos e eficientes meios de prevenir situações de perigo, detectar incêndios, coibir acessos não autorizados, entre outros. O sistema funciona, essencialmente, a partir do envio de sinais, via linha telefônica, a serem registrados e processos por uma central de monitoramento.

O envio desses sinais pode ser tanto pelo acionamento manual ou por sensores devidamente instalados em pontos de maior vulnerabilidade ou risco. Assim, o alarme capta variações de movimentos, calor ou abertura de portas.

Preventivo e eficiente, esse sistema é uma excelente opção para deixar lares e escritórios cada vez mais seguros. Alguns sistemas contam com ligação direta às suas centrais de operação (que funcionam 24 horas) que, por sua vez, recebem os sinais em tempo real.

Preventivo e eficaz, o sistema de alarme monitorado é uma excelente alternativa para deixar residências e escritórios mais seguros. Há alguns que contam com ligação direta às suas centrais de operações (que funcionam 24 horas) que, por sua vez, recebem os sinais em tempo real.

Assim que a informação chega, o proprietário é informado pela central, inteirando-se prontamente da situação. Caso os responsáveis pelos imóveis não possam ser localizados ou contatados, a central checará o local e, se necessário, acionará os órgãos policiais.

Central de alarme monitorada e não monitorada: qual é a diferença?

Ambas as centrais são compostas por vários tipos de sensores capazes de emitir sinais quando alguma ocorrência suspeita é detectada. Todavia, há certas funcionalidades distintas e compreendê-las é fundamental para tomar a decisão certa.

Central de alarme não monitorada

Com a central não monitorada, os próprios usuários devem se responsabilizar pela segurança de seus sistemas. Quando acionada por sensores (no caso de invasões ou sabotagens) a central de alarme não monitorada emite um alerta.

Não obstante, a verificação dos avisos e as providências a serem tomadas ficam a cargo dos proprietários. Quem não deseja contratar serviços de monitoramento, nos quais é preciso pagar mensalidade, essa central é a melhor escolha. Nesses casos, basta configurar os equipamentos para endereçar os alertas aos telefones cadastrados.

A central de alarme não monitorada, além disso, podem ser remotamente controladas por meio do DTMF (sigla inglesa para Duplo Tom Múltiplas Frequências, em tradução livre), isto é, os tons de duas frequências comumente, usados nas discagens dos aparelhos mais modernos. Com esse comando, é possível desarmar e armar as centrais diretamente no painel. Trata-se, portanto, de uma solução indicada para a proteção pessoal e patrimonial de baixo investimento.

Central de alarme monitorada

Um dos maiores diferenciais da central de alarme monitorada, em termos de eficiência, consiste no monitoramento 24 horas. Com esse modelo, a segurança pode ser assegurada com o estabelecimento de uma parceria com empresas especializadas que, assim, acompanham todos os registros produzidos pelo sistema de alarme.

O alarme monitorado possui, basicamente, sensores capazes de detectar invasões: uma sirene alta para chamar atenção, um painel que a aciona e depois envia os sinais à central de monitoramento e o meio de comunicação (GPRS, Ethernet ou linha telefônica) para que os sinais gerados sejam transmitidos ao proprietário do imóvel.

A vantagem de poder dispor de três diferentes meios de contato é que, casa um deles seja interrompido pelos invasores, os outros dois asseguram o disparo/envio dos alertas. Isso significa que um alerta chegará imediatamente à empresa responsável pelo monitoramento, que envia profissionais especializadas para averiguar o local.

Quais são as principais vantagens do alarme monitorado?

Ao optar pelo alarme monitorado, você terá acesso aos equipamentos mais completos e a benefícios como:

  • módulo Ethernet: para avisar dos disparos, mediante a transferência de dados pela internet, elevando a segurança mesmo se a linha telefônica for prejudicada de alguma forma;
  • ligação automática para telefones programados previamente. Os avisos podem ser sonoros (discados por sinal) ou por mensagem de voz (discados por voz);
  • controle via aplicativo, com diversos recursos, para smartphone (por exemplo, desarmar e armar a central de alarme);
  • equipe de apoio com profissionais especializados que se deslocam ao local do disparo;
  • monitoramento 24 horas por dia;
  • módulo GPRS (transferência de dados via rede GSM): aumentando a segurança caso ocorra a perda da internet e da linha telefônica;
  • divisão de setores, visando identificar os locais exatos das invasões.

Por que oferecer esse serviço aos seus clientes?

Oferecer um alarme monitorado, seja para a empresa ou para a casa, significa que você providenciará a segurança para os entes queridos ou os bens dos seus clientes. Além de garantir mais segurança e tranquilidade para as pessoas que, por um motivo ou outro, deixam os filhos sob os cuidados de uma babysitter ou cuidadora. Além disso, para as pessoas que realizam longas viagens ou deixam seus imóveis sozinhos por grandes períodos, contar com um alarme monitorado também pode reduzir os custos do seguro residencial.

Nesse contexto, você deve esclarecer seus clientes acerca do fato de que o alarme monitorado, por si só, não evita que uma casa ou empresa seja roubada. No entanto, ele inibe eventuais sinistros no imóvel, uma vez que os criminosos serão intimidados pelas câmeras e alarmes sonoros.

Cumpre ressaltar, por fim, que há empresas que atuam com sistemas que permitem a visualização e o controle de tudo o que acontece no imóvel via aplicativo. Ele permite que os clientes recebam notificações, ativem e desativem o alarme monitorado de qualquer lugar e a qualquer momento.

Gostou do artigo? Então, não perca a oportunidade de se aprimorar ainda mais: entenda o que é monitoramento inteligente e como oferecê-lo aos seus clientes!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *