Subscribe Now

Trending News

Confira as principais novidades em segurança antipânico
Tecnologia

Confira as principais novidades em segurança antipânico

O universo tecnológico da segurança patrimonial é repleto de invenções bem pensadas. É justamente nesse meio que encontramos um dos nichos mais curiosos: as soluções antipânico! De uma maneira geral, esse segmento reúne todos aqueles dispositivos e ferramentas que foram projetados para entregar uma resolução imediata ao usuário, reduzindo a ansiedade e aumentando sua proteção.

Um exemplo consagrado desses produtos são as famosas portas com barras antipânico, que equipam as saídas de todos os estabelecimentos com grande fluxo de pessoas, como shoppings, boates e afins. O que essas barras fazem é, basicamente, permitir a evacuação rápida daqueles que estão dentro de um ambiente caótico, como incêndios, tiroteios e afins. Agora, chegou o momento de conhecer o novo lançamento do setor. Acompanhe!

A principal novidade de segurança antipânico

Por anos e anos, as únicas novidades nesse segmento ficavam por conta de novos designs e ajustes nas fechaduras de portas antipânico. Aqui, vale ressaltar que não estamos diminuindo a importância desses dispositivos, que inclusive, têm sido fundamentais em salvar milhares de vidas em todos os cantos do mundo.

Mas essa é uma realidade que precisa ser apontada: as soluções antipânico sempre se resumiram a invenções e melhorias em acessibilidade, portas, portões e fechaduras. Com o avanço dessa indústria, novas ideias oxigenaram o mercado, inclusive com o aparecimento dos botões de emergência, estrategicamente escondidos sob mesas e balcões, em bancos, lotéricas, mercados e afins.

Apesar da inovação em seu dado momento, hoje esses botões são considerados muito simples, por permitirem atribuir apenas uma função no seu acionamento — ligação à polícia, geralmente. E então, como toda ideia exposta à satisfação do mercado, ela evoluiu. Os botões antipânico de ontem se transformaram na solução que hoje chamamos de beacon.

Em nosso idioma, esse termo remete aos faróis, representando a emissão de algum sinal. No entanto, diferente dos faróis tradicionais, os beacons emitem sinais utilizando a tecnologia Bluetooth, bastante famosa por garantir a conectividade entre dispositivos, dispensando fios e economizando bateria. Agora, vamos nos aprofundar nas infinitas possibilidades que essa tecnologia traz ao mercado. Acompanhe!

O que são os beacons?

Os beacons são pequenos dispositivos plásticos, equipados com uma antena Bluetooth 4.0 e um botão de acionamento. De maneira geral, eles são bastante discretos e versáteis, podendo ser fixados em qualquer superfície ou ambiente, sem exigir uma instalação complexa ou algo do tipo. Sendo assim, eles podem ser móveis — acompanhando algum funcionário ou dispositivo — ou fixos, colados sob uma mesa, em uma estante, parede ou afins.

Para além disso, os beacons comercializados hoje chegam ao mercado acompanhados de algumas plataformas de configuração e uso, permitindo configurar a função para quando forem acionados, disparem mensagens, notificações, alertas ou até mesmo a comunicação com centrais de policiamento — como faziam os antigos botões.

Sendo um dispositivo emissor, eles dependem da proximidade dos usuários para comunicar seus alertas, de maneira que a solução acaba funcionando melhor quando existem inúmeros beacons ao longo de todo o perímetro, garantindo maior integração e eficiência na comunicação de emergência.

Como funcionam?

Certo! Até aqui você já entendeu o que são os beacons, mas ainda precisa compreender seu funcionamento. É justamente nessa parte que as coisas ficam interessantes pois, diferente dos antigos botões antipânicos e até mesmo das funções listadas acima, os beacons podem exercer uma infinidade de tarefas.

Isso acontece porque esses dispositivos funcionam da seguinte maneira:

  1. a empresa configura a ação desejada pelo beacon, que permanece emitindo sinal;
  2. até que um colaborador entra no perímetro de alcance do beacon;
  3. o dispositivo (smartphone, tablet, laptop) desse funcionário captará o sinal do beacon, identificando a unidade e função atribuída;
  4. com isso, o dispositivo dispara a ação programada no beacon, repassando o comando para outro dispositivo ou colaborador.

Como e onde utilizar?

Mas aonde queremos chegar com isso? Talvez, essa explicação tenha parecido um pouco abstrata, por conta de termos como comando, ação e função. A realidade é que essa é justamente a maior virtude da tecnologia, que é completamente personalizável. Para facilitar a compreensão do dispositivo, reunimos alguns cenários práticos de configuração e uso dessa solução nas empresas.

Um bom exemplo é na integração desses beacons com soluções de vigilância e segurança patrimonial, pois quando eles são conectados com:

  • câmeras e sensores de presença: conseguem identificar e notificar a presença de intrusos no perímetro;
  • termostatos e sensores de fumaça: conseguem identificar e alertar os colaboradores sobre a existência e localização de um incêndio no interior da empresa;
  • fechaduras e travas: conseguem bloquear todas as vias de acesso e saída da empresa.

Mas para além dessas, existem aplicações mais estatísticas, que podem ser analisadas no decorrer dos dias para identificar comportamentos inadequados. Como pontuamos mais cedo, os beacons estão em constante comunicação com os dispositivos dos funcionários. Sendo assim, eles acabam conseguindo registrar a presença dos colaboradores em diferentes seções da empresa.

Essas informações podem ser compiladas em relatórios com horários, identificando acessos indevidos, ociosidade operacional, acúmulo de pessoas em região de alta periculosidade e, novamente: todas essas informações podem ser configuradas de modo a notificar o supervisor do setor, em tempo real.

Já por último e não menos importante, lembramos das funções que entregam comodidade aos funcionários. Por conta de sua versatilidade na configuração, esses dispositivos podem ser utilizados no acionamento de lâmpadas, ventiladores, equipamentos de som, computadores, televisores e afins.

Com um mar de funcionalidades tecnicamente possíveis, os beacons são dispositivos que estão inundando o mercado de segurança nacional. Para se ter uma ideia, esses dispositivos já equipam escritórios, bancos, fábricas, escolas e até mesmo, condomínios residenciais.

O leque de funções é grande o suficiente para atrair todos os públicos consumidores, que desejam agilizar processos ou aprimorar a segurança. Foi pensando nisso que elaboramos este conteúdo, revisando cada uma das aplicações práticas que você poderá oferecer nos seus projetos, entregando segurança, tecnologia e integração em um só pacote.

Você gostou deste artigo ilustrando algumas novidades entre as soluções antipânico? Então aproveite para se manter atualizado no tema, recebendo nossas atualizações em seu e-mail. Para tanto, basta assinar a nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *