Subscribe Now

Trending News

9 soluções indispensáveis para automação residencial e predial
Produtos

9 soluções indispensáveis para automação residencial e predial

Quem não gosta de viver tranquilamente? De saber que a família está segura, seja em uma casa, seja em um apartamento? Não é à toa que a segurança é uma das principais preocupações dos cidadãos brasileiros, principalmente no ambiente familiar. Com a crescente onda de violência, a automação residencial e predial é uma necessidade imprescindível para as pessoas de bem se protegerem contra a ação de criminosos.

Muito além de prevenir roubos e furtos, a tecnologia contribui com a solução de crimes e também otimiza o tempo, reduz os custos operacionais e aumenta a produtividade em diferentes tipos de ambientes.

Tanto em casas quanto em prédios, a automação é um investimento com retorno garantido, sendo útil não só no aspecto de segurança, como também de comodidade. Para você ficar por dentro de algumas soluções existentes no mercado, vamos mostrar neste post 9 exemplos de equipamentos que vão revolucionar as suas relações. Quer se manter seguro e viver em paz? Então, aproveite a leitura!

Quais as 9 soluções indispensáveis para automação residencial e predial?

1. Câmeras de segurança

As câmeras de segurança já estão presentes há muitos anos na automação residencial de casas e prédios. Trata-se de um excelente meio de prevenir crimes, além de contribuir com a devida organização de espaços de uso comum, como no caso de condomínios.

A simples presença dos equipamentos é uma forma de inibir a ação de pessoas mal-intencionadas. Afinal, quando alguém sabe que está sendo filmado, já fica com um pé atrás antes de praticar um delito.

Na hora de escolher os melhores equipamentos, a dica é ficar atento ao sistema, pois ele pode ser a cabo ou online. No segundo caso, sempre é necessário o acesso à internet, pois as câmeras emitirão as imagens em tempo real por meio de um endereço de IP.

Além disso, fique atento às lentes, tendo em vista que elas fazem grande diferença na captação das imagens. Existem as de curto e longo alcance, e até com tecnologia infravermelho.

Nas residências, as câmeras podem ser instaladas nos ambientes interno e externo. Assim, você poderá realizar um monitoramento não só das possíveis atitudes fora da normalidade, como também do quarto de bebês, das crianças, idosos, do ambiente em que ficam os seus animais de estimação, enfim, as possibilidades são muitas.

De uma forma geral, as câmeras captam as imagens e gravam em HDs ou DVDs, ficando disponíveis em caso de uma situação irregular. Você pode até mesmo receber as imagens em sistemas remotos, como no seu smartphone, ou seja, você nem precisa estar perto de casa para observar as movimentações.

Em prédios, as câmeras ajudam a fiscalizar os trabalhos de terceirizados e também contribuem com a solução de possíveis conflitos entre moradores. Fora isso, auxiliam nas investigações policiais em caso de crimes, mas, especialmente, evitam que problemas aconteçam.

Câmeras em ambientes escuros

Inclusive, dentro das inúmeras opções de câmeras, existem modelos que possibilitam a captura em ambientes escuros, sendo ideais para residências ou comércios.

Conhecidas como IR, elas funcionam com infravermelho, facilitando a identificação de criminosos que agem na calada da noite. São muito úteis, pois podem ser utilizadas tanto em ambiente interno quanto externo.

Também existem as Smart IR, que capturam imagens bem mais nítidas, com a possibilidade de observar detalhes com uma maior precisão. Outro tipo é a Ultra Low Light, responsável pela captura colorida, mesmo em locais que estejam no breu. Tudo graças aos sensores.

Podemos citar ainda as câmeras térmicas. Nesse caso, elas leem a temperatura corpórea de um ser humano, emitindo ondas eletromagnéticas que são capturadas pelas imagens. O problema é a qualidade, que não fica tão perfeita quanto os modelos anteriores.

2. Integração de sistemas

Além de ser extremamente útil para garantir mais segurança, a automação residencial também é um meio de oferecer mais conforto dentro dos lares. Atualmente, é possível conectar vários equipamentos e recursos tecnológicos em um mesmo sistema, facilitando a vida e trazendo um bem-estar incomparável.

Som, iluminação, vídeo, comunicação e segurança podem ser acessados com um clique, trazendo economias consideráveis, como no caso da energia elétrica. Graças à internet, tudo fica interligado e você pode ser o maestro da sua casa, ligando o ar-condicionado, por exemplo, por meio do celular quando ainda estiver no trânsito a caminho do aconchego do lar.

Imagine realizar uma reunião de família e escolher a iluminação mais propícia, a altura do som e a música que estará tocando por meio de um sistema automatizado. Fantástico, não é mesmo? Certamente, você surpreenderá muita gente.

O mercado de automação residencial é tão promissor que vem crescendo a uma média de 11,36% ao ano e a tendência é de um salto ainda maior, tendo em vista que apenas 3% dos lares brasileiros são automatizados, o equivalente a 300 mil residências.

Com isso, o sistema vem revolucionando vários setores. Podemos citar os alarmes acionados em razão de invasões, vazamentos de gás ou falhas elétricas. Com eles, é possível evitar incêndios, roubos e outros problemas, prevenindo consideráveis perdas financeiras.

Até mesmo eletrodomésticos podem ser acionados com um clique. Você poderá ligar a cafeteira ou aquecer os pães no momento em que ainda estiver na cama, agilizando os processos antes de sair para o trabalho. A automação residencial também gera valor agregado ao imóvel, contribuindo com o aumento do preço de mercado.

3. Videoporteiro

Imagine você em casa após o expediente e, de repente, sem esperar a visita de alguém, toca o interfone. Seria seguro abrir a porta? A tecnologia do videoporteiro possibilita observar quem está do lado de fora por meio do interfone.

A imagem é transmitida abaixo do fone, facilitando imensamente a comunicação. O equipamento pode ser utilizado tanto em casas quanto em apartamentos, trazendo uma economia considerável, pois dispensa a presença do porteiro.

O aparelho fica embutido no muro de entrada da residência ou prédio, com uma câmera discreta para captar a imagem de quem aperta o respectivo número. Em caso de prestadores de serviços, é possível até mesmo que você peça a identificação, o que torna a segurança uma prioridade.

Se trata de um investimento com ótimo custo-benefício e excelentes resultados na identificação de quem está na frente da sua casa, trazendo mais comodidade, segurança e bem-estar. A instalação também é simples, logo, no vasto mundo da automação residencial, o videoporteiro é uma das alternativas viáveis para a sua família.

4. Circuito Fechado de TV (CFTV)

O Circuito Fechado de TV é uma solução ideal para quem quer ter uma vigilância eficaz, seja em uma residência, seja em um prédio, por meio do monitoramento remoto. O CFTV funciona por meio de câmeras que transmitem as imagens em tempo real para uma central de monitoramento ou HD. No primeiro caso, são utilizadas câmeras IP. Já no segundo, são empregadas as tradicionais, via cabo.

O sistema é um dos mais comercializados no mercado, em razão do aumento dos casos de roubos e furtos e conta com resultados surpreendentes. Com câmeras instaladas em pontos estratégicos, como em locais com grande circulação de pessoas, o monitoramento acaba se integrando à rotina, ou seja, a sensação de segurança aumentará consideravelmente.

No sistema IP, você poderá ter acesso às imagens em tempo real por meio de dispositivos móveis, como tablet, smartphones ou monitores HD. Assim, independentemente de onde você esteja, poderá observar a qualquer momento a movimentação em seu lar, garantindo o bem-estar da sua família.

No entanto, uma dica essencial é fazer a escolha das melhores câmeras, de acordo com a realidade da sua casa. Entre elas, podemos citar:

  1. Pinhole: são minúsculas e muito utilizadas em ambientes onde você não quer que ninguém saiba que existe um monitoramento;
  2. Bullet: as bullets são cilíndricas e ainda contam com sensores infravermelho;
  3. Dome: é a mais tradicional do mercado e apresenta formato arredondado, muito parecida com uma bolha;
  4. Box: como o próprio nome sugere, ficam dentro de uma caixa, com o objetivo de proteção contra atos de vandalismo.

Outra orientação é escolher lentes apropriadas para a obtenção de imagens bem nítidas. Por isso, é importante a presença de profissionais especializados para a realização de uma análise prévia de acordo com as especificidades da sua casa ou prédio.

Afinal, são as empresas do setor que também ficam responsáveis pelo monitoramento, essencial para que o sistema dê certo. Portanto, escolha corporações idôneas e com credibilidade no mercado. Assim, por meio do CFTV, certamente, a sua casa estará muito bem protegida contra casos de furtos ou roubos.

Além disso, o videomonitoramento inibe a ação de vândalos, como pichações, e afasta usuários de drogas da frente da sua residência, ou seja, trata-se de uma solução em automação residencial muito eficaz.

5. Portão automático

Você já viu, ouviu ou leu na imprensa alguma história de alguém que foi abordado por assaltantes no momento em que saía do carro para abrir o portão de casa? Se trata de uma forma muito comum de ação dos criminosos, principalmente em motos, mas pode ser prevenida por meio do portão automático.

Além da questão de segurança, a tecnologia traz comodidade e praticidade ao dia a dia. Por isso, é muito comum em inúmeras residências. Basicamente, o portão automático é extremamente útil, inclusive, em prédios. Com o uso da biometria, por exemplo, é possível evitar a entrada de pessoas não autorizadas.

Nos estacionamentos ou entradas de condomínios, o cartão de proximidade auxilia na vida dos porteiros, trazendo mais agilidade para o dia a dia. Assim, agem como verdadeiras chaves de segurança.

Nas residências, os controles remotos predominam, tendo em vista o caráter preventivo contra furtos e roubos. Dessa maneira, você pode entrar ou sair de sua casa com mais rapidez, sem a necessidade de ficar do lado de fora do veículo.

Outra vantagem é que a sua casa certamente não vai ficar tão vulnerável à ação de criminosos. Isso porque os bandidos estudam os locais onde agirão, optando pelas residências que ofereçam as menores dificuldades, como nos casos em que existem apenas portões manuais.

Na hora de escolher o portão ideal para o seu projeto, vale a pena ficar atento aos modelos existentes:

Pivotante

O portão pivotante é aquele que abre para fora da calçada, com cada uma das duas extremidades indo para um lado. Esse tipo ocupa um maior espaço na calçada, podendo ter uma ou duas folhas. Por isso, a instalação é indicada em locais onde não passam muitos pedestres, como chácaras ou sítios. Como o pivotante se desgasta com mais facilidade, a dica é não adotar essa opção em caso de condomínios ou prédios.

Basculante

Ideais para residências, os portões basculantes abrem para cima, ou seja, não demandam espaços laterais para o seu devido funcionamento. Além disso, esse tipo de portão automático tem um design que se integra com inúmeros projetos arquitetônicos.

Deslizante

Trata-se do modelo mais econômico, apesar das manutenções serem rotineiras. Ele abre e fecha deslizando, podendo ser aberto em sua totalidade ou em apenas uma pequena distância, como no caso da entrada de apenas uma pessoa. Assim, por conta das várias opções existentes no mercado, você com certeza vai encontrar o modelo que melhor se encaixa em sua residência.

6. Sensores de barreira

Atualmente, com as artimanhas cada vez mais audaciosas por parte dos bandidos, os sensores de barreira se tornaram um acessório importantíssimo na automação residencial. Eles detectam a presença humana por meio da emissão de raios infravermelhos invisíveis e contam com um transmissor e receptor que fazem uma espécie de barreira contra invasores.

Dessa maneira, quando alguém ultrapassa o local protegido, um alarme é disparado na hora, inibindo a ação criminosa. Dentro dos vários modelos existentes, você pode escolher os com um feixe, dois ou múltiplos, de acordo com a necessidade da sua casa, condomínio ou prédio.

Mais uma vez, é necessário um estudo do local para que a instalação tenha bons resultados. Você precisará de uma bateria de 12 V e uma fonte de alimentação para evitar possíveis disparos em momentos incorretos.

O modelo é uma alternativa no lugar de cercas elétricas ou de vigilantes, reduzindo consideravelmente os custos operacionais quanto à segurança. Outro ponto favorável é que os sensores de barreira têm um valor de aquisição menor em comparação a outros equipamentos de automação residencial, podendo ser uma boa escolha.

7. Controle de acesso

Muito comum nas empresas, os sistemas de controle de acesso também podem ser utilizados na automação residencial. Eles consistem em senhas que possibilitam a abertura de portas, como para um cômodo onde se encontra o cofre da família.

O aparelho fica acoplado na parede e disponibiliza um teclado com números e um leitor digital para os dedos. Assim, somente pessoas autorizadas conseguirão ter acesso ao interior de determinados cômodos ou na casa como um todo. O sistema ainda possibilita a troca de senhas, ou seja, é bem seguro e eficaz.

O controle de acesso também é muito procurado para condomínios, facilitando a vida dos moradores que almejam segurança e comodidade.

8. Iluminação LED

A iluminação LED automatizada é uma boa solução para pessoas que ficam muito tempo fora de casa, e até mesmo para residências situadas em cidades litorâneas ou no campo. Afinal, as lâmpadas podem ser programadas para acender de acordo com o movimento humano ou tendo como base determinado horário.

Além de economizar energia elétrica, a iluminação mantém a casa mais segura, pois as lâmpadas apagarão com o nascer do sol, evitando que pessoas mal-intencionadas saibam que não tem ninguém no local. Elas também podem ser utilizadas no quesito decoração. Isso porque personalizam o ambiente com cores mais vibrantes, auxiliando no conforto e bem-estar.

9. Alarmes

Apesar de já termos citado os sensores anteriormente, é válido mencionar os alarmes como outro ponto importante para prevenir furtos ou roubos em sua residência.

Ao serem acionados, os equipamentos emitem um alerta que pode ser sonoro, luminoso ou até mesmo o envio de uma mensagem para uma central de videomonitoramento. Assim, tanto as autoridades serão comunicadas como seguranças se deslocarão até a sua casa, com o objetivo de avaliar a situação.

Dentro dos alarmes, podemos citar os que funcionam por meio de sensores, sirene, botão de pânico, controle remoto, bateria, fonte de alimentação ou ligados a uma central de ocorrências. É muito comum utilizá-los juntamente a outros acessórios de automação residencial, como câmeras, sensores de barreira etc.

Quais os benefícios da automação residencial?

Tendo em vista que os criminosos querem agir rápido e sem grandes problemas ao longo dos atos ilegais, quem investe na automação residencial consegue dificultar a ocorrência tanto de roubos quanto de furtos.

Além disso, a sua família terá mais conforto e uma maior sensação de segurança. Afinal, com o uso dos recursos tecnológicos, como os citados ao longo deste post, inúmeros aplicativos de segurança e softwares podem ser integrados aos sistemas de monitoramento, fazendo com que você receba as imagens em tempo real. Assim, até mesmo o seu animal de estimação estará sempre sendo muito bem cuidado, independentemente da distância.

Podemos citar ainda o auxílio que as imagens direcionam às autoridades de segurança. Caso um roubo ou um caso de violência aconteça em sua rua, por exemplo, as imagens poderão ser úteis na investigação e também para identificar os criminosos, ou seja, existe até mesmo um papel social gerado pelas novas tecnologias.

Com a automação residencial, haverá uma maior otimização do tempo, redução dos custos referentes à segurança e também maior alcance, uma vez que várias câmeras enxergam bem melhor do que um vigilante.

Quais os cuidados para sempre priorizar a segurança?

Além da instalação dos equipamentos de automação residencial, a dica é sempre buscar mais meios para evitar ações criminosas em seu lar ou dentro da sua empresa, ao investir em segurança eletrônica comercial. Uma boa orientação é conhecer os vizinhos e sempre informá-los caso você tenha que viajar, pedindo que recolham jornais, revistas ou outras correspondências.

A comunidade unida é uma excelente maneira de manter o bairro em ordem, tanto quanto um prédio, pois um ajuda a olhar a residência do outro.

Instale travas nas fechaduras, grades nas janelas e nunca autorize a entrada de estranhos. Caso alguém se apresente como prestador de serviços, não hesite em confirmar o nome no crachá com uma ligação para a empresa, pois muitos bandidos agem utilizando uniformes ou crachás falsificados.

Ao sair, verifique criteriosamente se todas as portas, janelas, portões e afins se encontram trancados. Não esqueça de acionar o alarme e mantenha a manutenção dos equipamentos sempre em dia.

Afinal, de nada adiantará contar com câmeras se elas não funcionarem na hora H. Portanto, quando qualquer tipo de falha for constatada, acione a equipe da empresa especializada para realizar o reparo o mais rápido possível seja em sua casa, seja na câmera de segurança no comércio.

Como contratar um serviço de qualidade?

Como o setor de automação residencial tem um vasto mercado, em razão do aumento nos casos de crimes, principalmente, contra o patrimônio, é preciso ter cautela no momento de contratar uma empresa especializada em segurança. Isso porque existem pessoas e empresas não confiáveis no ramo, que fazem com que o seu investimento seja desperdiçado.

A primeira dica é observar se a empresa tem fabricação própria dos equipamentos e se conta com profissionais qualificados. Esses são pontos que fazem uma grande diferença, pois representarão a maior qualidade dos produtos oferecidos, assim como um menor risco de possíveis falhas no funcionamento dos sistemas.

Converse ainda com vizinhos, amigos e familiares, pedindo opiniões sobre a empresa, especialmente, se já tiveram alguma experiência no setor. Faça também uma pesquisa na internet para conhecer a credibilidade da instituição, verificando se existem muitas reclamações de antigos clientes, possíveis processos ou até mesmo cancelamentos se serviços.

Observe ainda o tempo de mercado e a quantidade de equipamentos oferecidos, tipos de câmeras, sistemas operacionais, enfim, não deixe de planejar bem o seu investimento. Dessa maneira, a automação residencial representará segurança de fato e a certeza de que você está fechando um bom negócio. Lembre-se: com segurança não se brinca, e muito menos com o bem-estar da sua família!

Quer conhecer os nossos produtos e serviços? Então, entre em contato agora mesmo com a nossa equipe e tenha uma automação residencial de qualidade em sua casa da cidade, da praia ou do campo!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *