Subscribe Now

Trending News

Por que usar as câmeras infravermelho e quais as novidades no mercado?
Produtos

Por que usar as câmeras infravermelho e quais as novidades no mercado?

Um dos principais critérios ao desenvolver um projeto de segurança eletrônica está em sua versatilidade, vista como a capacidade de servir o usuário nas situações mais adversas, garantindo a proteção a que ele se destina. Sendo assim, hoje preparamos um artigo muito especial, em que discorremos sobre as funções de uma câmera infravermelho.

Relativamente conhecido no mercado nacional, esse é um dispositivo indispensável para os projetos mais robustos, entregando vantagens particulares a essa tecnologia. Por conta disso, separamos este conteúdo em quatro sessões, nas quais descrevemos a importância dessa ferramenta, suas utilidades, características e, por fim, tendências no segmento. Não perca tempo e acompanhe!

A importância da câmera infravermelho em um projeto de segurança

Estando familiarizado com o setor, você já deve ter percebido o propósito final das medidas de segurança patrimonial. Afinal de contas, os consumidores investem nessas soluções com a premissa de se proteger de uma vulnerabilidade, causada por receios de insegurança e alta probabilidade de uma ação criminosa.

Sendo assim, todos os dispositivos que compõem um projeto de segurança eletrônica devem, sem exceções, operar nas vulnerabilidades mais prováveis, blindando o cliente de qualquer prejuízo causado por uma invasão. É justamente nesse ponto que nos deparamos com o papel da câmera infravermelho nesses projetos: a vigilância noturna!

Geralmente, a noite é um período viável para a ação criminosa. A baixa visibilidade, acompanhada do menor fluxo de pessoas são apenas dois dos fatores que mais colaboram para o sucesso de uma operação na surdina. Muito provavelmente, você já se deparou com a qualidade das filmagens realizadas nesses horários, que ficam repletas de ruídos, granulados e indefinição.

Nas câmeras tradicionais, isso pode acontecer por uma série de motivos, tal como a baixa abertura do diafragma da lente, que é fundamental para a captação da luz de maneira controlada. Com as câmeras infravermelho a história é diferente, e não por conta dessa abertura, mas sim pela capacidade de interpretar as imagens com maior amplitude eletromagnética, algo impossível tanto aos nossos olhos quanto às lentes convencionais.

As principais características desse equipamento

Também conhecidas como infrared, as câmeras infravermelho são equipadas com algumas tecnologias extras para desempenharem sua função. Para além da lente comum, esses dispositivos são acompanhados de sensores IR, capazes de ler a situação por meio da observação das ondas térmicas, emitidas e refletidas por cada objeto em um ambiente.

Então, o dispositivo mescla o produto das duas filmagens – convencional e térmica – entregando uma gravação monocromática (em tons de verde ou cinza), com alta resolução e riqueza de detalhes. É justamente aqui que se destaca o fator da versatilidade, já que essa tecnologia opera mesmo nos ambientes mais escuros, conseguindo inclusive se adaptar a uma rápida variação na luminosidade.

As utilidades desse dispositivo

Vigilância 24 horas: essa é a principal utilidade dessas câmeras, que custam proporcionalmente a qualidade que entregam. Embora esses dispositivos tenham desembarcado no Brasil com uma premissa empresarial, vale lembrar da larga funcionalidade desse equipamento, que entregará as mesmas vantagens ao proteger um banco ou uma residência.

Sendo assim, as câmeras IR podem ser instaladas em garagens, varandas, salas, cofres, estantes, portões e aonde mais você decidir posicionar. Afinal de contas, esses dispositivos já podem ser encontrados em uma boa variedade de tamanhos e desenhos, dos mais discretos aos mais parrudos. Também por isso, vale lembrar da diferença de preço para com os modelos convencionais, que por não contarem com a eficiência do IR, acabam sendo mais baratos.

As novidades e tendências para o segmento

O futuro das câmeras, não somente as IR, está na mão dos pequenos ajustes. Um exemplo de atualização inevitável será a passagem das fabricantes aos modelos que captam em 4K (3840 x 2160), uma resolução explosivamente maior que a famosa e eficiente Full HD (1920 x 1080).

No entanto, uma das grandes barreiras para essa transição fica por conta do armazenamento das gravações. Filmagens em 4K exigem muito mais espaço para guardar as mídias captadas, o que é parte fundamental do processo de vigilância. Para se ter uma ideia, 60 segundos de uma filmagem em 4K podem exigir até 400 MB de espaço. Com a resolução Full HD, essa demanda cai pela metade, em até 200 MB.

Para além disso, vale lembrar que esses valores podem variar, de acordo com a tecnologia de codificação e compactação das imagens. Mas até o presente momento, imagens 4K continuam sendo extraordinariamente pesadas para terem uma utilidade prática no cotidiano de empresas e residências comuns.

As séries Orion

Por último e não menos importante, esse é o momento em que nos cabe destacar as principais características do lineup de câmeras IR da Giga Security. A linha de dispositivos Orion é segmentada em três séries: 5 megapixels, 720 p e 1080p. Conheça a listagem das câmeras abaixo!

5 Megapixels

  • 3 dispositivos;
  • GS0046 Dome;
  • GS0047 Bullet Metal;
  • GS0048 Bullet Varifocal.

720p

  • 6 dispositivos;
  • GS0017 Dome;
  • GS0018 Bullet;
  • GS0019 Dome;
  • GS0020 Bullet;
  • GS0021 Dome;
  • GS0022 Bullet.

1080p

7 dispositivos;

  • GS0270 Dome Plástico;
  • GS0271 Bullet Plástico;
  • GS0272 Dome Metal;
  • GS0273 Bullet Metal;
  • GS0274 Dome Metal;
  • GS0275 Bullet Metal;
  • GS0276 Bullet Metal Varifocal.

Com o nome de um caçador importante da mitologia grega, a Série Orion se destaca no mercado nacional oferecendo uma ampla gama de produtos com a excelência fabril da Giga Security. Sendo assim, reunimos alguns destaques para que você possa distinguir os produtos acima listados. Veja:

  • a linha 5 megapixels conta com sensores que captam imagens em 2560 x 1920;
  • a linha 720p conta com sensores que captam imagens em 1280 x 720;
  • a linha 1080p conta com sensores que captam imagens em 1920 x 1080;
  • as câmeras Dome recebem esse nome pelo seu formato de cúpula/domo;
  • as Bullet pelo seu formato de bala/projétil;
  • as Varifocais pelo formato de canhão e pelas lentes que alteram a distância focal;
  • todas as câmeras ORION se destacam pela tecnologia SMD, que permite a captação de imagens em ambiente sem nenhuma luminosidade com baixo consumo energético.

Por fim, vale lembrar do amplo alcance da leitura infravermelho nos modelos ORION, que conseguem captar as ondas térmicas em até 50 metros de distância. Com isso, o projetista tem maior liberdade ao garantir que ambientes amplos estarão seguros e monitorados com menos câmeras por metro quadrado.

Agora que você conhece bastante sobre a tecnologia de câmera infravermelho, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer as nossas soluções para os seus projetos. Para tanto, basta acessar o nosso portal e conversar com a nossa equipe de especialistas!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *