Subscribe Now

Trending News

Como garantir a segurança de idosos em sua residência?
Segurança

Como garantir a segurança de idosos em sua residência?

Garantir a segurança de idosos dentro de casa é fundamental. Afinal, a taxa de acidentes residenciais com pessoas mais velhas é assustadoramente alta. Ou seja, não adianta ter uma casa confortável, é preciso que ela seja realmente segura para as pessoas da terceira idade.

A boa notícia é que, com medidas simples e com o auxílio da tecnologia, é possível criar um cenário aconchegante e tranquilo, tanto para os idosos quanto para os familiares.

Para ajudar, neste artigo apresentamos algumas dicas para aumentar a segurança de idosos dentro de casa. Continue lendo e saiba como cuidar das pessoas mais velhas da sua família. Boa leitura!

Coloque barras de segurança no banheiro

A incidência de quedas de idosos em cômodos como a cozinha e o banheiro é mais alta do que em outras partes de uma residência. Isso acontece por diversos fatores, tanto em razão do piso molhado, muito comum nos dois espaços, quanto pela necessidade de tarefas nos dois locais.

Por isso, uma ótima maneira de aumentar a segurança é instalando barras de segurança. No banheiro, em particular, isso é muito comum e necessário, pois se trata do único ambiente que o idoso precisa frequentar de maneira obrigatória — e, geralmente, ele não se sente à vontade para fazer isso com outra pessoa.

Colocando barras laterais próximas do vaso sanitário e do chuveiro, você garante que o idoso tenha maior autonomia e segurança para realizar suas necessidades.

Evite o uso de tapetes

Quando se trata da segurança de idosos, o menos é mais. Por isso, é importante que se retirem os móveis e os objetos que possam aumentar o risco de quedas, por exemplo, os tapetes da sala, dos quartos e dos banheiros.

Esse detalhe é necessário porque, na terceira idade, o ser humano passa por alterações no equilíbrio do corpo, comprometendo a sua marcha e a maneira de caminhar. O resultado disso é uma movimentação mais lenta e, muitas vezes, arrastada.

Os tapetes podem representar um desnível no solo, se transformando em verdadeiras armadilhas. Então, o ideal é que se recolham todos esses objetos, garantindo uma caminhada sem nenhuma surpresa.

Troque os pisos por antiderrapantes

Como explicado no primeiro tópico, a cozinha e os banheiros são locais que demandam maior atenção no que tange ao cuidado com os idosos. Contudo, ainda que se instalem as barras de segurança, esses espaços continuarão a ser molhados frequentemente.

Uma das formas mais inteligentes de diminuir o risco de escorregões e consequentes quedas é trocando os pisos comuns por antiderrapantes.

Essa mudança não impedirá que os cômodos deixem de ser locais úmidos, mas aliada à instalação das barras laterais com certeza aumentará a segurança de todos os idosos da residência.

Instale câmeras de segurança

Hoje, a tecnologia deve ser utilizada como aliada em diferentes situações, inclusive na segurança dos idosos. Afinal, por mais que desejamos, nem sempre é possível ficar o tempo todo em casa, tornando essa alternativa importante para dar maior tranquilidade aos parentes.

O fato é que, ainda que um idoso não apresente grandes limitações, o ideal é que ele não permaneça sozinho em casa por muito tempo. Mesmo quando acompanhado por pessoa desconhecida (uma cuidadora), existe sempre a preocupação por parte da família.

As câmeras de segurança são essenciais nesse ponto. As ferramentas tornam-se os olhos dos familiares a distância. Com elas, é possível inibir a prática de maus-tratos por parte de outras pessoas em relação ao idoso. Além disso, essa tecnologia traz outras vantagens, tais como:

  • aumento da proteção da residência de maneira geral;
  • maior economia (em relação a outros mecanismos de segurança);
  • fácil instalação do equipamento.

Melhore a iluminação da casa

Assim como acontece com o equilíbrio, o ser humano vai diminuindo o poder de outros sentidos com o passar do tempo, como a visão. Com isso, medidas referentes à iluminação da casa se fazem necessárias.

Nesse sentido, você deve readaptar os interruptores e aproximá-los o máximo possível dos locais de repouso do idoso, como sofás e camas, além das entradas e saídas dos cômodos.

Outra ótima dica é implementar abajures de cabeceira, facilitando a movimentação do idoso no meio da noite. Em alguns casos, o ideal é que se mantenha uma lâmpada acesa durante todo o período noturno.

Etiquete as caixas de medicamentos

Uma ideia simples, mas que pode fazer muita diferença para um idoso. O fato é que mesmo uma pessoa mais nova pode se atrapalhar quando precisa tomar medicamentos por certo período. Com alguém mais velho, as chances de confusão aumentam ainda mais.

A explicação também está no envelhecimento do corpo humano. Com o tempo, a memória já não se mostra tão eficiente e alguns reforços devem ser adotados.

Na questão dos remédios, muitos contratempos podem ser evitados com a fixação de etiquetas nas caixas dos medicamentos. Informações como nomes e horários são importantes para facilitar a rotina do idoso.

Somado a isso, você pode separar os remédios por grupos e colocá-los em locais distintos, diminuindo ainda mais as chances de erro.

Faça monitoramento remoto

O monitoramento remoto é tudo o que a família de um idoso precisa para ter uma rotina sem nenhum imprevisto. Basicamente, esse sistema permite que seja feito o acompanhamento de um circuito fechado de televisão (CFTV) de qualquer lugar e a qualquer momento.

Para quem tem em casa idosos que demandam maiores cuidados, esse tipo de tecnologia é essencial. Diferentemente de algumas câmeras de segurança, que se limitam a gravar as imagens em um aparelho exclusivo ou enviá-las para a empresa responsável, o monitoramento remoto pode ser feito por meio de aparelhos celulares.

Ou seja, não é preciso esperar o final do dia para conferir como foi a rotina dentro da residência ou mesmo solicitar as imagens para a empresa — tudo acontece de forma automática. As vantagens são imensas, por exemplo:

  • mais autonomia para o usuário;
  • compatibilidade com diversos aparelhos tecnológicos;
  • monitoramento de imagens, com envio de mensagens e vídeos.

Enfim, quando se trata da segurança de idosos, todo cuidado é necessário. E, como explicado, a tecnologia é um dos maiores aliados nesse sentido, não só tornando a rotina do idoso mais segura como também tranquilizando os familiares que precisam passar o dia fora de casa. Então, analise as informações apresentadas e garanta já o bem-estar de quem você ama.

Quer saber como obter monitoramento eficiente na sua residência? Entre em contato com a nossa empresa, que vamos ajudá-lo.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *