Blog

Saiba como aprimorar a detecção de intrusos de um estabelecimento
Segurança

Saiba como aprimorar a detecção de intrusos de um estabelecimento

Todos sabemos que criminosos e pessoas mal-intencionadas criam novas estratégias para invadir residências e empresas, não é mesmo? Nesse contexto, a detecção de intrusos representa uma medida essencial para a proteção desses locais, tendo na tecnologia a sua maior aliada.

Com efeito, o setor de segurança evoluiu substancialmente nos últimos tempos a partir do surgimento de uma ampla gama de soluções tecnológicas. Isso permitiu o desenvolvimento de equipamentos eficazes, bem como a instalação de sensores, alarmes monitorados e câmeras destinadas a identificar eventuais invasões.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, as principais informações para ajudar você a aprimorar a detecção de intrusos em projetos de segurança patrimonial. Boa leitura!

Qual o papel da detecção de intrusos?

Ante um cenário francamente desanimador relativo à segurança pública, a necessidade de implementar medidas capazes de detectar intrusos é essencial para melhorar a proteção de residências e empresas.

Ademais, as alternativas mais modernas se distanciam dos modelos tradicionais, como a presença de vigilante ou a colocação de cercas eletrificadas. É possível, na atualidade, reduzir os custos com segurança e, ao mesmo tempo, elevar sua qualidade.

Afinal de contas, manter colaboradores e todos os encargos legais e trabalhistas referentes às suas contratações é algo que corrói qualquer orçamento. Conforme mencionado, as soluções atuais apresentam valores menores em comparação aos demais métodos de segurança, isto é, a relação entre custo e benefício é claramente favorável.

Tendo isso em mente, você terá melhores condições para tomar decisões acertadas, selecionando as melhores alternativas do mercado e fazendo instalações em locais realmente adequados e discretos. Desse modo, terá a seu favor poderosas ferramentas para prevenir roubo em loja, roubo em apartamento, furtos, arrombamentos em sua empresa e outros crimes.

Quais são as tecnologias empregadas?

Confira, a seguir, algumas das mais importantes tecnologias empregadas para promover a segurança patrimonial.

Câmeras de segurança

As câmeras de segurança, de modo geral, são aparelhos dotados de lentes de longo e curto alcance que, também, podem ser formadas com infravermelho e luzes de led. São encontradas, no mercado, nos mais diversos tamanhos, marcas e modelos.

Elas têm sido empregadas para monitorar lojas, espaços públicos, residências, escritórios etc. Todavia, seu objetivo central consiste em monitorar as movimentações de assaltantes ou quaisquer atitudes suspeitas.

Dito de outra forma, essas câmeras são utilizadas para o monitoramento de imagens ao seu redor, capturando-as e transmitindo-as a um DVR, sendo, então, armazenadas junto ao HD do sistema de segurança.

Controles de acesso

Os controles de acesso padronizam a forma pela qual visitantes e colaboradores acessam os ambientes, inviabilizando a circulação de indivíduos não autorizados em localidades predeterminadas. Esses controles são ideais para gestores e líderes de empresas que almejam um modo autônomo e de baixo investimento para aprimorar a segurança de seus empreendimentos.

A solução também pode ser utilizada em condomínios residenciais, a fim de assegurar que os ambientes sejam acessados apenas por pessoas devidamente autorizadas. Centrais de rede e telefonia e salas de monitoramento são bons exemplos de locais que podem receber esse tipo de controle.

Sensores de abertura

Também conhecidos como sensores magnéticos, os sensores de abertura consistem em dispositivos de campo usados em sistemas de alarme para detectar aberturas não permitidas ou arrombamentos de cofres, gavetas, janelas e portas.

De fato, eles são tidos como um dos dispositivos de campo mais úteis, à medida que realizam monitoramentos in loco, detectando irregularidades passíveis de alarmes.

Sensores de presença

Tratam-se de equipamentos capazes de detectar invasões em ambientes e, na sequência, emitir alarmes. Esses sinais podem ser ruídos audíveis dentro dos locais, avisos a centrais de monitoramento ou, até mesmo, comandos para ativar luzes.

Cada um dos sensores possui o próprio estopim a ser acionado. Isso tende a se refletir na nomenclatura do produto (de ruídos, por micro-ondas ou infravermelho). São cruciais em sistemas de segurança, uma vez que conferem mais uma camada protetiva, além das próprias barreiras físicas.

Sensores de barreira

São equipamentos eletrônicos destinados a detecção de movimentos, funcionando via emissão de luzes infravermelhas. Eles contam com transmissores e receptores de sinais de luz que são invisíveis a olho nu.

Logo, quando alguma pessoa ultrapassar a linha, o alarme será instantaneamente acionado. Com efeito, é bastante comum a existência de sensores de barreira nos muros das empresas, uma vez que se trata de uma solução mais discreta quando comparada a outras formas de prevenir a ação de malfeitores.

Como otimizar este aspecto em um projeto?

Há certas medidas que você pode adotar para otimizar a detecção de intrusos e, consequentemente, a segurança de seu projeto. Elencamos, a seguir, algumas das mais eficientes.

Realize um diagnóstico dos ambientes

É fundamental analisar cada setor, atividade e equipamento presente no ambiente a ser protegido. Todos os processos envolvidos devem ser conhecidos, a fim de facilitar a identificação de pontos ou áreas de maior risco. Após essa análise, é necessário implementar as soluções que mais se adequem às especificidades do seu projeto.

Empregue as tecnologias de ponta

A partir da utilização do que há de melhor, é possível identificar os ambientes e as movimentações a serem realizadas que apresentam maiores índices de riscos, podendo, dessa forma, tomar as medidas pertinentes a cada caso.

A consequência mais positiva, em um contexto empresarial, consiste em ver como essa iniciativa afeta positivamente a produtividade — e até mesmo a competitividade — da empresa.

Conte com bons fornecedores

Para colocar essa medida em prática, é indispensável fortalecer um ambiente de comprometimento entre você e o seu fornecedor. Afinal, a parceria se consolida quando você encontra a tranquilidade necessária para se dedicar ao seu core business.

Buscar fornecedores que atendam integralmente aos seus requisitos de qualificação é um objetivo que depende, em grande medida, de fatores como confiança, alinhamento estratégico, inteligência, experiência, agilidade, utilização de inovações tecnológicas, entre outros.

Escolha bons softwares

Os softwares voltados à segurança patrimonial se apresentam desde as mais tradicionais e simples formas (monitorando concertinas e cercas elétricas, por exemplo) até as mais sofisticadas (como os sistemas presentes em portarias virtuais, aplicações de vídeo e biometria).

Em termos práticos, o segmento de segurança eletrônica tem atraído altos investimentos em pesquisas especializadas, possibilitando o constante surgimento de novidades que se destinam a aperfeiçoar a capacidade de proteção patrimonial.

Nesse cenário, você deve estar atento à escolha de bons softwares para a detecção de intrusos, isto é, aqueles contemplados pelos recursos mais recentes e aptos, sobretudo, a dissuadir potenciais invasores.

Gostou do artigo? Então, entre em contato conosco e conheça as soluções mais ágeis e precisas para garantir a sua segurança e tranquilidade.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *