Blog

Você sabe qual o horário de assalto mais comum? Entenda como proteger seu comércio!
Segurança

Você sabe qual o horário de assalto mais comum? Entenda como proteger seu comércio!

Embora o Brasil sofra com dados alarmantes de violência urbana em diversos níveis, é possível estabelecer que o período da noite constitui o horário de assalto favorito para criminosos. Felizmente, diversos equipamentos eletrônicos e soluções digitais de ponta foram evoluindo ao longo do tempo para proporcionar proteção robusta para os estabelecimentos comerciais.

Neste artigo, vamos conhecer alguns dados que suportam essa conclusão e formas para proteger o seu negócio. Descubra mais sobre as formas de se precaver contra assaltos nos horários preferidos pelos infratores!

Dados da violência no Brasil

Infelizmente, nosso país está entre os que extrapolam a média mundial quando o assunto é assalto. Uma pesquisa recente relatou que quase 8% dos brasileiros afirmaram ter sido vítimas de roubos nos últimos 12 meses.

Segundo o mesmo relatório, o número de assaltos em nosso país é pelo menos duas vezes maior do que a média mundial. O estudo foi divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Essa pesquisa aponta que os 7,9% das pessoas entrevistadas que relataram terem sido vítimas de roubos nos 12 meses anteriores tornam a média do país bem maior que a dos outros países pesquisados — 4%.

Já os números relacionados ao índice de homicídios no Brasil são ainda mais assustadores. O país atinge uma marca que ultrapassa em quase 10 vezes a média da OCDE: são 21 assassinatos para casa 100 mil habitantes, sendo 2,2 na média geral.

Além disso, em 2017, o roubo seguido de morte obteve crescimento de 50% no período que foi objeto de estudo: entre 2010 e 2016.

Horário de assalto mais comum

Pesquisas apontam que o horário preferido pelos ladrões se concentra entre as 19 e as 23 horas, por motivos diversos: menor ocorrência de pessoas nas ruas, facilitando a abordagem, e a própria falta de iluminação natural, que motiva os criminosos a tentarem infiltrações mais ousadas até mesmo em bairros residenciais. Esse horário motiva principalmente os ladrões de carros.

Não existe horário certo para ser assaltado e os dados variam de acordo com grande cidade: no Paraná, por exemplo, os assaltos se concentram principalmente a partir de 18 horas até a meia-noite, preferencialmente durante o período entre segunda e quinta-feira. Itens mais facilmente furtados, como celulares, são roubados em todas as horas dos dias, principalmente nos grandes centros urbanos.

Mas, de modo geral, a noite é o período preferido dos criminosos para agir. Dessa forma, é uma boa ideia procurar equipamentos eletrônicos de boa qualidade para monitorar o seu negócio mesmo durante as horas em que a loja está fechada.

Como proteger seu comércio

Algumas ações são eficientes para proteger o seu negócio, envolvendo soluções digitais de ponta e capacitação dos seus colaboradores. Vamos conhecê-las.

Instale um CFTV

Ano após ano, a instalação de um bom serviço de câmeras continua sendo o meio mais eficiente para coibir a ação de criminosos. Além de inibir a ação dos infratores, esse investimento ainda oferece uma alternativa para evitar a perda de produtos por conta de furtos.

As câmeras e um bom circuito fechado de vigilância são ferramentas poderosas para impedir e desestimular a ação de criminosos. A partir do momento em que o infrator percebe a existência de um aparelho, a motivação para cometer o crime cai.

Invista em alarmes

Os alarmes são tecnologias fundamentais para manter o nível de segurança comercial do seu negócio em alta. É possível escolher entre diferentes opções de acordo com as necessidades e preferências. Existem modelos como a sirene e o botão de pânico, que são ligados diretamente a uma central de ocorrências.

No comércio, o alarme disparado por um botão específico é especialmente útil, pois pode emitir uma mensagem de alerta direto para uma central de monitoramento. Uma boa medida é posicionar o botão em um local de fácil acesso, discreto às pessoas que entram na loja. Desse modo, é possível que um dos colaboradores acione o botão sem alertar os ladrões.

Aposte nos sensores infravermelhos

Os sensores são equipamentos eficazes em detectar o calor humano e danos gerais à estrutura do negócio, como rupturas e quebras em portas, janelas e grades em geral. Existem também os sensores de barreira, uma espécie de cerca dotada com raios infravermelhos invisíveis que proporcionam a detecção de presença humana.

Os sensores de barreira, inclusive, apresentam um valor geral consideravelmente menor em comparação a outros equipamentos destinados à segurança comercial. Desse modo, oferecem uma alternativa para quem deseja se precaver, mas conta com pouco dinheiro para apostar em estruturas mais sofisticadas de vigilância.

Os sensores operam com um receptor e um transmissor, destinados a constituir uma barreira sólida contra infratores. Quando alguém ultrapassa o local protegido pelo sensor, um alarme é disparado — desestimulando o criminoso a continuar com o roubo.

Existem modelos de sensor com um, dois ou múltiplos feixes, de acordo com o segmento e o tamanho do seu comércio. É uma boa alternativa à cercas elétricas, possibilitando uma redução direta dos custos alocados com segurança.

Invista no treinamento dos colaboradores

A tecnologia é importante e os CFTVs revolucionaram todo o modelo de segurança comercial. Porém, o olhar humano também não pode ser negligenciado. Com um treinamento de bom nível em empresas que ofereçam técnicas de reforço, os profissionais da sua equipe estarão bem mais preparados para agir em momentos críticos.

Existem dicas que podem ser transmitidas no momento de um assalto. Além de medidas puramente repressivas, há ações preventivas para enfrentar situações de risco. O treinamento serve, também, como um incremento na reputação da empresa: um colaborador bem treinado dificilmente vai abordar um determinado cliente com uma suspeita infundada de furto.

Invista na infraestrutura geral

Além dos equipamentos eletrônicos próprios para a segurança, é fundamental construir uma estrutura favorável para facilitar a vigilância. Por isso, vidros que possibilitem a visualização de outros lados do estabelecimento por meio de uma sala, por exemplo, são uma ótima opção.

A simples distribuição dos produtos pela loja também pode servir para dificultar a ação criminosa. Produtos mais valorizados podem ser alocados de modo a facilitar a vigilância, posicionados em uma posição que facilite a visualização pelo circuito de segurança.

Nesse sentido, é preciso estar atento às imagens das câmeras, sempre analisando o que ocorre no interior e no exterior do estabelecimento. Imagens externas podem ajudá-lo a identificar uma pessoa que esteja rondando a loja há um bom tempo.

Como vimos neste artigo, os dados podem variar, mas o período da noite é o que mais atrai criminosos. Porém, com soluções digitais que proporcionam monitoramento em tempo real, fica bem mais fácil se precaver contra os roubos e furtos.

O horário de assalto coincide com a hora da noite em que a maioria dos estabelecimentos comerciais está fechada. Por isso, é indispensável buscar soluções que proporcionem a vigilância de forma remota, acionando as autoridades de forma ágil.

Gostou do post e quer que outras pessoas conheçam este conteúdo? Então, compartilhe esse artigo em suas redes sociais e ajude outras pessoas a também entenderem sobre o assunto!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *