Blog

O que é DVR híbrido? Entenda como funciona a tecnologia
Produtos

O que é DVR híbrido? Entenda como funciona a tecnologia

Muitas pessoas acreditam que os sistemas de vigilância funcionam apenas de dois modos: ou a estrutura é totalmente analógica ou 100% digital. Tal concepção desencoraja muitos usuários a investirem em soluções digitais, temendo o preço elevado.

O DVR híbrido é uma opção mais em conta para quem quer incrementar o seu CFTV, combinando equipamentos analógicos e IP (protocolo de internet). Neste artigo, vamos mostrar o que é DVR híbrido e como ele pode realizar a integração entre câmeras analógicas e IP. Vamos conhecer mais sobre essa opção. Confira!

O que é DVR híbrido?

HVR (Hybrid Video Recorder) ou DVR híbrido, é um equipamento que possibilita a visualização e gravação de imagens utilizando câmeras analógicas e câmeras IP. Com a crescente migração para os sistemas CFTV IP por parte de empresas e usuários individuais, o HVR surge como uma alternativa importante para realizar a integração.

É possível encontrar o aparelho no mercado ao se buscar tanto a nomenclatura HVR como DVR híbrido. Ambas representam bem o que significa essa opção híbrida, que se caracteriza pela operação conjunta com equipamentos analógicos e digitais para monitorar um determinado perímetro.

Bastante similar a um computador formal, o DVR híbrido trabalha com o potente sistema operacional LINUX, apresentando padrões de transmissão, armazenamento e compactação dos vídeos de acordo com cada fabricante e modelo. Com o HVR, é possível realizar a captação direta do áudio de acordo com as codificações específicas de cada marca.

Cada opção híbrida engloba um software de gerenciamento CMS, que pode ser configurado facilmente de acordo com suas preferências. É importante notar que o CMS é diferente de um programa de monitoramento de imagem, geralmente utilizado para realizar o registro de permissões diferentes para cada usuário.

Como ele se diferencia de outros sistemas de gerenciamento?

O DVR híbrido, tal como as outras opções do mercado, é um aparelho projetado com o objetivo principal de realizar a gravação e a reprodução de vídeos em sistemas de vigilância. A diferença entre o HVR e o NVR, por exemplo, é que o DVR híbrido integra câmeras IP e analógicas em uma mesma estrutura, enquanto o NVR opera somente com câmeras IP.

O NVR é uma boa opção para quem quer investir em uma solução mais completa, mas a implantação total pode ser bastante onerosa para realizar a migração para um sistema totalmente digital.

Nesse sentido, o HVR funciona como uma espécie de transição, operando com equipamentos IP e permitindo o uso de aparelhos analógicos. Adotar a opção HVR possibilita a atualização de um sistema de vigilância em um ritmo mais adequado àqueles que possuem restrições no orçamento

O DVR, outra estrutura de gerenciamento bastante utilizada na vigilância, é mais adequado para o uso integral de câmeras analógicas. A opção híbrida fornecida pelo HVR, portanto, oferece um maior número de funcionalidades ao mesclar com equipamentos digitais.

É interessante notar que os HVRs foram desenvolvidos tendo os sistemas operacionais LINUX como base, conferindo maiores níveis de estabilidade e desempenho. Contam com o padrão de compactação de vídeo H. 264, os mais eficientes e ágeis tanto na transmissão como no armazenamento de vídeos. Os fabricantes do mercado já estão migrando a tecnologia para os padrões H.264+ ou H.265.

É uma solução bastante robusta para projetos de vigilância em geral, adequado para uso em residências, bancos, instituições financeiras e empresas dos mais diversos segmentos e portes.

Por meio do software de gerenciamento CMS, que apresenta uma interface intuitiva e acessível até para os iniciantes na operação de sistemas de vigilância, é possível acessar o DVR híbrido por meio da rede ethernet, de qualquer lugar do mundo. Há ainda a possibilidade de acessar mais de um dispositivo ao mesmo tempo.

Com algumas opções de software, é possível consultar os vídeos ao vivo ou gravados de forma simplificada — por meio do smartphone — e receber mensagens de alarmes, agilizando as notificações às autoridades.

Quais são as principais funcionalidades do DVR híbrido?

Os híbridos apresentam uma espécie de operação multiplex para que você possa gravar, exibir ao vivo, reproduzir e fazer backup de seus vídeos de forma simultânea. É possível conectá-los à rede para acessar remotamente seu sistema por meio de um navegador da Web ou por meio de aplicativos disponibilizados pelo fabricante.

O DVR híbrido apresenta funções destinadas a potencializar o seu sistema de CFTV, como o monitoramento em tempo real — utilizando saídas VGA e HDMI para a visualização e análise dos vídeos em tempo real. Apresenta, também, formatos específicos para a gravação em HD, conferindo a integridade dos arquivos e a segurança reforçada dos dados.

A tecnologia de compressão é responsável por diminuir o tamanho dos arquivos para facilitar o armazenamento de um bom número de gravações. No HVR, é assegurada a estabilidade geral na transmissão durante o processo. O backup dos arquivos pode, também, ser feito de modo local (via USB) ou de forma remota, via ethernet.

A reprodução de vídeos funciona por meio de canais simultâneos de forma remota ou local. Alguns modelos também oferecem a possibilidade de transferir os arquivos do disco rígido para o computador pessoal. Outros, também, são vendidos com o HD já instalado.

Como essa estrutura híbrida é acompanhado por um software CMS (Content Management System, ou sistema de gerenciamento de conteúdo), é interessante mencionar algumas características do programa, cuja finalidade principal é a operação das imagens em tempo real ou a reprodução dos arquivos gravados. Cada HVR possui um Software CMS único.

O Software CMS, utilizando os parâmetros característicos de cada HVR, proporciona:

  • detecção otimizada de movimento;
  • acesso às configurações de rede;
  • ajustes estratégicos de imagem;
  • limpeza de dados supérfluos;
  • gravação noturna;
  • permissão de acesso aos usuários.

É possível, ainda, utilizar a importação e exportação de dados para transferir as configurações de um sistema de HVR para outros, facilitando a implementação imediata de mais sistemas CFTV.

Como vimos no post, o DVR híbrido surge como opção para quem quer realizar uma mistura bem-sucedida entre câmeras analógicas e opções digitais.

Muitos usuários possuem equipamentos analógicos mais antigos em bom estado de conservação e não precisam, necessariamente, descartá-los totalmente para desfrutar os benefícios das soluções digitais mais modernas. Essa mescla caracteriza bem o que é DVR híbrido.

Gostou do artigo e quer conhecer mais sobre os benefícios do HVR e de sistemas de vigilância em geral? Então, aproveite a visita e entre em contato conosco para conhecer nosso trabalho!

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *