Subscribe Now

Trending News

Os erros que você comete todos os dias com o seu interfone
Tecnologia

Os erros que você comete todos os dias com o seu interfone

Você já parou para pensar nos erros que comete todos os dias com seu interfone? Seja no uso em residências ou condomínios é necessário adotar um procedimento padrão que garantirá a sua segurança e dos seus familiares.

Devido a alguns descuidos mais simples, como deixar entrar alguém apenas pela expressão “sou eu” ou mesmo qualquer entregador e prestador de serviço, nos colocamos em risco de forma desnecessária.

Muitas pessoas mal intencionadas se aproveitam dessa fragilidade no comportamento dos moradores para tirarem proveito desses procedimentos errôneos. Se quer aprender mais sobre essa questão, continue lendo e veja as informações a seguir.

Não identificar quem toca o interfone

Se você mora em uma casa e faz uso do interfone, pode utilizar dispositivos acoplados, como um Display LCD de Vídeo Porteiro, que trará maior segurança ao verificar quem bate à porta.

Caso habite um prédio que não tenha porteiro é essencial que o condomínio estipule regras claras sobre segurança a fim de que nenhum condômino coloque em risco a si mesmo e os demais moradores. Alguns desses procedimentos seriam:

  • adquirir um kit videoporteiro a fim de identificar com maior definição (áudio e imagem) quem está ao portão;
  • jamais abrir o portão simplesmente pela identificação de “sou eu”;
  • ao receber algum entregador perguntar previamente pelo nome de quem fará a entrega a fim de ter certeza de que não é um golpe;
  • adotar como regra ter que descer até o portão para pegar a própria encomenda evitando que pessoas de fora circulem no prédio.

Obviamente que o último ponto só pode ser seguido depois de obedecido os demais procedimentos, já que também existe o risco de descer até a rua e sofrer algum tipo de abordagem. Tenha atenção a tudo isso a fim de garantir a segurança do local onde mora.

Não ter cuidado com quem você deixa entrar

Se você mora em um prédio ou condomínio com porteiro a situação pode se tornar um pouco mais confortável, já que toda a responsabilidade das questões citadas no tópico acima estarão centradas nesse profissional e na empresa que presta o serviço.

Porém, nem sempre o porteiro que chega para trabalhar já tem isso predefinido em seu ofício cotidiano, sendo importante treiná-lo e estipular essas regras para ele. 

Existem ainda alguns pontos que o profissional que cuidará da entrada e saída das pessoas do condomínio pode estar atento. São eles:

  • obter identificação dos visitantes em documentos e registrá-la em uma planilha de controle sobre quem está entrando e saindo;
  • chamar na casa ou apartamento do condômino informando quem está à porta a fim de confirmar a permissão para entrada;
  • jamais comentar com quem quer que seja sobre a rotina e vida pessoal dos moradores a fim de evitar a armação de golpes ao condomínio.

Outro ponto óbvio, mas não menos importante, que ainda vale citar é de que a identificação deve ser feita com o visitante do lado de fora do local, evitando o risco de sofrer qualquer ação criminosa.

Ser displicente no controle de prestadores de serviço

Existem ocasiões nas quais não é possível barrar a chegada de pessoas de fora do condomínio com os mesmos procedimentos padrões para situações mais corriqueiras.

Um desses casos é quando é necessário fazer uma reforma e se tem constantemente a entrada e saída de prestadores de serviço. Em situações como essa, pode ser natural que a porta fique aberta durante um certo horário para facilitar o trabalho desses profissionais e agilizar a conclusão da obra.

Porém, vale sempre lembrar que isso não é desculpa para abrir mão da segurança do condomínio, não é mesmo? Existem algumas precauções que podem ser tomadas para que todos tenham a tranquilidade de que nada de ruim acontecerá.

O ponto-chave consiste justamente em identificar previamente as pessoas que estarão presentes no condomínio durante a execução desse serviço. Isso pode ser feito junto à empreiteira responsável, requerendo nome, foto, RG e CPF dos contratados para ter certeza de que nenhum equívoco colocará a segurança dos moradores em risco.

Outro ponto ainda muito importante é colocar uma linha telefônica na portaria de uso restrito, mas que possibilite a rápida chamada da polícia ou dos bombeiros caso alguma urgência surja. Isso também ajuda a reforçar a proteção dos moradores.

Não fazer alguns sacrifícios necessários

Conforme dissemos em outro ponto deste artigo, aumentar a segurança e criar medidas de proteção mais eficientes em sua casa ou condomínio pode requerer alguns pequenos sacrifícios que serão do benefício de todos os envolvidos.

Vale lembrar que a própria vida em sociedade exige isso de nós, e não poderia ser diferente quando estamos falando não só na nossa segurança, mas também daqueles que estão próximos, sejam familiares ou não.

A atitude, por exemplo, de não receber nenhum desconhecido dentro do seu espaço é extremamente estratégica para a proteção dos moradores, sendo importante reconhecer a necessidade de ir buscar a própria encomenda em vez de simplesmente abrir a porta para qualquer um.

Uma boa alternativa que pode ser criada em prédios e condomínios é dispor de carrinhos de compra próximos à entrada ou na garagem. Assim, quando alguém tiver que receber uma entrega do supermercado ou algo que exija um esforço maior, ela poderá levar as mercadorias em casa com maior comodidade.

Vale a pena lembrar que o que realmente nos oferece segurança é o conjunto formado pelas nossas atitudes e os recursos que temos, sobretudo bons equipamentos de proteção. 

Hoje, existe no mercado uma variedade de dispositivos que são essenciais na segurança tanto empresarial quanto residencial, inclusive com um bom custo-benefício. Por isso, pense sempre duas vezes antes de dizer que algo é caro e que não pode pagar por esses itens. Certamente, vale muito mais a pena prevenir do que passar por algum inconveniente que ofereça risco a você e seus entes queridos. Então, aproveite bem cada informação dada neste post e invista na sua proteção e da sua família.

Se você gostou de saber como superar os erros que tem cometido todos os dias com seu interfone, aproveite para compartilhar este post nas redes sociais!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *