Subscribe Now

Trending News

Os 9 pontos mais importantes na hora de montar um projeto de segurança
Segurança

Os 9 pontos mais importantes na hora de montar um projeto de segurança

Os dados da violência em nosso país são alarmantes, principalmente nos horários de assalto mais comuns. Para combater essa sensação de impotência e vulnerabilidade, é importante montar um projeto de segurança adequado.

Com a elaboração de uma estrutura que combine eficiência e equipamentos específicos, é possível proteger, de forma otimizada, tanto residências como empresas de diferentes portes. Neste artigo, vamos conhecer os pontos mais importantes para planejar um sistema do tipo. Confira!

1. Diagnóstico

Não existe uma fórmula única para estabelecer um sistema de segurança, já que os critérios e equipamentos adquiridos vão depender das necessidades e preferências de cada empresa, se estivermos falando de um projeto comercial ou residência.

No entanto, é possível realizar um diagnóstico e mensurar a necessidade de montar um projeto de segurança eficiente. Nesse sentido, a elaboração deve levar em conta a questão do tamanho da área que será contemplada, a localização e o próprio perfil do público que circula por ali.

Dessa forma, será possível estabelecer até mesmo o ritmo da construção do sistema de segurança. Afinal, residências e empresas que estejam localizadas em áreas com uma maior ocorrência de assaltos vão exigir a elaboração mais ágil de um projeto do tipo.

Um diagnóstico eficaz é o início de todo o planejamento e exige um estudo minucioso do ambiente que necessita de vigilância. É essencial observar não só a estrutura física, mas também as características do seu entorno.

2. Avaliação de riscos

Um sistema completo deve conferir toda a segurança necessária para a propriedade como um todo e não somente resguardar a entrada. Para isso, é importante analisar toda a planta do local que vai receber os equipamentos para identificar os principais pontos em que devem ser instalados dispositivos como câmeras, alarmes e controles de acesso.

Para não correr riscos de adquirir ou até mesmo instalar equipamentos inadequados para o nível de segurança requerido, é essencial mapear toda a instalação para buscar vulnerabilidades físicas, pontos cegos e riscos gerais de invasão.

Após realizar essa análise, é preciso analisar minuciosamente onde serão posicionadas as barreiras físicas, equipamentos eletrônicos, alarmes, câmeras e sistemas de controle de entrada e saída, seja de pessoas ou veículos.

3. Definição de tratamento para os riscos

O tratamento devido dos riscos envolve a escolha de uma ou mais medidas práticas de segurança para combater, controlar ou evitar as ameaças identificadas no passo anterior. Definir como lidar com esses riscos influenciará todo o desenvolvimento dos dois tipos de planejamento que virão a seguir: tático e operacional.

O autor Luiz Fernando de Lima Paulo, em seu livro “Projeto de segurança: gestão, elaboração e execução” destaca a importância de se observar o ambiente externo da propriedade para descobrir os pontos mais vulneráveis. Essa observação deve combinar a própria experiência dos profissionais com as prioridades do proprietário. Pontos no local que possam facilitar a invasão por parte de criminosos, como muros baixos, acidentes no terreno e múltiplas entradas, serão devidamente considerados pelos técnicos.

4. Planejamento tático

O planejamento tático de um projeto de segurança patrimonial serve para estabelecer objetivos e metas adequadas para a execução daquele sistema e garantir a organização geral das atividades. Ele envolve questões como a estrutura utilizada, mapeamento da propriedade, métodos de instalação e tecnologias utilizadas, por exemplo.

Além disso, questões como a distribuição de profissionais (em caso de projetos mais robustos) e equipamentos necessários para a instalação dos componentes do projeto também são levadas em consideração.

Quanto à escolha de profissionais apropriados, o planejamento tático exige funções relacionadas à área de recursos humanos, como recrutamento, seleção, entrevista e treinamentos. Dessa forma, será possível alocar os trabalhadores de acordo com as características e o escopo do projeto, além de evitar erros já na fase de desenvolvimento.

5. Planejamento operacional

De acordo com o tamanho e as necessidades das organizações, condomínios e qualquer tipo de ambiente em que a proteção seja necessária, é essencial procurar consultores e prestadores de serviço especializados no ramo. Dessa forma, será possível desenvolver um projeto completo e personalizado de acordo com as características do contratante.

Esse tipo de planejamento se diferencia da organização tática por envolver questões mais práticas do projeto. Enquanto o tópico anterior está mais ligado à preparação intelectual, as questões operacionais estão relacionadas à execução efetiva de tudo que foi delineado até então.

Nesse sentido, a execução do sistema deve utilizar os serviços de fornecedores com condições técnicas para realizar a instalação dos equipamentos eletrônicos e alocá-los da melhor forma. Para isso, é importante conferir as credenciais dos profissionais, exigindo certificações que comprovem a capacidade para um projeto de alto nível.

É essencial verificar, também, se esses prestadores de serviço proverão as manutenções preventiva e corretiva. A primeira vai garantir a vida útil dos equipamentos instalados e a segunda vai conferir agilidade quando houver alguma deficiência no sistema de segurança.

Contar com profissionais qualificados na operação vai garantir a perfeita integração entre softwares e hardwares em sua propriedade, além da escalabilidade — isto é, com o crescimento das necessidades gerais da segurança, será possível expandir as funcionalidades das soluções iniciais de acordo com as mudanças tecnológicas.

O contratante pode solicitar, aos responsáveis pela execução do projeto, visitas a outros clientes para conhecer instalações de sistemas completos, principalmente em ambientes similares ao que será protegido.

6. Monitoramento e análise

Felizmente, há uma ampla gama de equipamentos destinados à segurança. Entre os sistemas de vigilâncias, o Circuito Fechado de Televisão (CFTV) é um dos que mais destacam, já que proporciona o monitoramento e controle de áreas mais amplas.

Com o CFTV, fica bem mais fácil realizar a vigilância em tempo real de sua propriedade, principalmente quando combinados a câmeras de ponta. Com a evolução tecnológica, é possível realizar esse monitoramento por meio de variados dispositivos móveis, como smartphones, tablets e netbooks.

Tudo o que basta é uma conexão à internet, já que as imagens são transmitidas em tempo real por meio de aplicativos com interface intuitiva e de fácil instalação. Dessa forma, é possível vigiar o imóvel de forma remota, de qualquer lugar do mundo e a qualquer horário

7. Outros equipamentos importantes

Além do já mencionado CFTV, podemos citar as câmeras como componente essencial de um projeto sólido de segurança. Há desde opções mais simples, como equipamentos analógicos, até aparelhos mais sofisticados, como as câmeras infravermelho, que emitem ondas de calor capazes de identificar a movimentação de corpos.

Além disso, há o sistema de gerenciamento dessas câmeras. Boas opções incluem o DVR Stand Alone, o NVR (exclusivo para equipamentos digitais) e o HVR, um híbrido de opções analógicas com máquinas do tipo IP, que proporciona imagens em alta definição e transmissão de dados pela rede.

Os controles de acesso são outra opção para incrementar a proteção. Envolvem ações humanas diretas, como a utilização de porteiros e seguranças, e opções mais modernas, como cartões próprios de acesso com senhas.

8. Adoção de boas práticas

Muitas vezes, o ambiente que deve ser protegido se torna ainda mais exposto com práticas nocivas que vão se tornando parte da rotina. Um bom exemplo que serve tanto para empresas como para residênciasé o procedimento de entregas de determinado produto.

Muitas vezes, o entregador tem o acesso à parte interna da propriedade facilitado. Porém, indivíduos mal-intencionados podem utilizar esse expediente para forjar entregas e realizar assaltos e sequestros relâmpagos. Dessa forma, uma prática que se tornou corriqueira se torna uma vulnerabilidade que pode comprometer muito o patrimônio.

Nesse sentido, é essencial repensar algumas ações que se tornaram rotina para corrigir esse comportamento e complementar o projeto de segurança com atitudes simples.

9. Segurança contra acidentes

Além de todos os equipamentos destinados à proteção dos trabalhadores envolvidos na parte prática do projeto, há ainda o risco apresentado por equipamentos próprios de tecnologia, que exigem um manuseio adequado para que tudo saia como planejado.

Como exemplo, podemos citar os gravadores digitais conhecidos como DVRs, que contam com seu próprio sistema de fiação e cabeamento. A instalação pode ser completa, principalmente para técnicos que ainda estão iniciando nesse mercado. É preciso ficar atento, já que eles apresentam riscos para ambientes em que circulam crianças pequenas e animais de estimação.

Para não correr riscos, uma boa ideia é utilizar racks especialmente dedicado a projetos de segurança como CFTVs. Além de propiciarem toda a segurança necessária ao sistema, eles tornam a instalação mais ágil, mantendo os fios e cabos bem organizados.

Outro equipamento bastante interessante a se considerar é o cabo de 4 pares. Isso porque, além da alta performance na transmissão de dados, os cabos contam com condutores sólidos, material de revestimento PVC e proteção antichamas, conferindo toda a segurança necessária para que o técnico não enfrente problemas como curto-circuitos fora de controle.

Como foi possível perceber neste artigo, diversos são os pontos para montar uma estrutura que proporcione um nível elevado de segurança para a sua propriedade. Felizmente, é possível combinar planejamento com soluções digitais de ponta. Conseguir cumprir cada uma dessas etapas vai garantir um projeto de segurança para proporcionar toda a proteção necessária ao ambiente.

Gostou do nosso artigo e quer ler mais conteúdos como este? Então, assine a nossa newsletter e confira as nossas atualizações em primeira mão!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *