Blog

Segurança em alta definição: por que a qualidade da imagem é necessária?
Produtos

Segurança em alta definição: por que a qualidade da imagem é necessária?

Diariamente, vemos notícias em grandes sites e jornais sobre o absurdo aumento do número de roubos e furtos em lojas e residências de várias cidades brasileiras. E com poucas perspectivas de melhora em curto prazo, o uso de equipamentos de segurança em alta definição (HD) se torna cada vez mais essencial para quem deseja proteger o seu patrimônio.

É fato que a obrigação com a segurança coletiva é dos órgãos públicos. Porém, na realidade atual, não se pode abrir mão de ferramentas inteligentes que inibam ou, pelo menos, ajudem a identificar marginais e malfeitores.

Para que você entenda a necessidade da tecnologia, neste artigo, apresentaremos as vantagens da implementação de equipamentos de segurança em alta definição e quais fatores você deve considerar na hora de adicioná-los a um CFTV. Continue lendo e saiba mais. Boa leitura!

Quais as vantagens de se contar com um equipamento de segurança em alta resolução?

Nada melhor que citar as vantagens de se contar com um equipamento em HD para mostrar a importância da imagem de alta resolução. Atualmente no mercado de CFTV existem 3 modelos de tecnologia que oferecem tecnologia de imagem com resolução a que pode variar entre 720p a 5 Megapixels nas versões analógicas: AHD, HDCVI e HDTVI. Cada fabricante possui uma tecnologia exclusiva. Entretanto, ao longo do tempo o mercado já criou formas dos equipamentos se conectarem, mesmo possuindo sistemas diferentes. Confira.

Suporte a altas resoluções de vídeo

Os equipamentos em alta definição conseguem suportar diferentes resoluções de vídeo, até mesmo as mais avançadas. Com isso, o usuário não tem problema na gravação, transmissão ou na hora de reproduzir as imagens em outros aparelhos.

Com esse suporte elevado, as ferramentas passam a ser vantajosas também em relação ao custo, tirando a necessidade do proprietário de comprar diferentes itens para realizar a segurança do estabelecimento.

Maior facilidade em identificar rostos

No passado, mesmo em locais cobertos com câmeras de segurança, uma das principais dificuldades dos órgãos de segurança era identificar os marginais por meio de tecnologias limitadas. Os equipamentos flagravam a ação dos criminosos, mas não eram muito úteis para reconhecimento facial.

Com a tecnologia HD essa dificuldade não existe. Em transmissões de alta definição, o usuário pode aplicar o zoom em um local específico sem perder a qualidade da imagem. Com isso, rostos e peculiaridades das pessoas monitoradas podem ser focalizados da melhor maneira.

Acompanhamento à distância

Outra grande vantagem da tecnologia HD nas câmeras de segurança é a possibilidade da transmissão à distância. Graças à engenharia aplicada na ferramenta, a transmissão das imagens pode ser feita de até 500 metros de distância, utilizando cabos RG-59 — maior que os 100m tradicionais dos cabos UTP, implementados na estrutura de redes para câmeras IPs.

Melhor definição de imagens em movimento

Outro ponto negativo, mas comum no passado, era o fato de as câmeras apresentarem uma boa resolução com imagens paradas, mas que se tornava algo precário quando ocorria alguma movimentação. Com isso, muitos detalhes eram perdidos e nem sempre era possível descrever o que realmente estava acontecendo na transmissão.

A alta definição também faz toda diferença aqui. E, sendo utilizada como parte dos equipamentos de segurança, a tecnologia se mostra perfeita para capturar imagens com clareza em uma varredura progressiva.

Para ambientes externos, por exemplo, o usuário consegue identificar desde placas de automóveis até pequenos animais.

Maior área de cobertura

O reconhecimento facial e a alta resolução de imagens em movimento se tornam ainda mais vantajosos quando você analisa que os equipamentos em HD conseguem cobrir mais pixels por área.

Em outras palavras, ao adotar a tecnologia HD, você utiliza um número menor de câmeras para cobrir um espaço mais extenso. E assim como no primeiro tópico, esse benefício acaba impactando na parte financeira da empresa, que precisa investir em menos ferramentas para ter um serviço de melhor qualidade.

Menor custo

O fator de redução de custos já vem sendo debatido ao longo do texto. Porém, sendo mais específico: os equipamentos de segurança em alta resolução são majoritariamente mais baratos do que os com soluções em IP.

A alta resolução é bastante compatível, no entanto, as câmeras em HD apresentam um preço bem mais atrativo, sendo melhores escolhas no custo-benefício.

Como escolher a tecnologia HD para equipamento CFTV?

CFTV é a sigla para circuito fechado de televisão e, hoje, também é uma das principais estratégias ligadas à segurança industrial, residencial e comercial. Basicamente, o CFTV trata-se de um sistema completo de câmeras que realizam monitoramento 24 horas, sendo acompanhados por um monitor (TV) e pela internet através de softwares ou aplicativos de gerenciamento de imagem de forma simples e prática.

As imagens são direcionadas para um ou mais pontos de visualizações, porém, elas só são transmitidas para esses locais em questão — por essa razão a técnica ganha o nome de “circuito fechado”. Continue lendo e saiba como escolher a melhor tecnologia em HD para instalar no seu circuito fechado de televisão.

Avalie o tempo de gravação

Ao serem adicionadas a um CFTV, as câmeras fornecem vídeos em um formato particular e os envia para um gravador, em que é realizado o armazenamento — tudo isso de acordo com a configuração original do técnico de instalação.

No entanto, para não errar na escolha dos equipamentos, é importante ter a noção sobre o tempo de gravação que será exigido. É importante ter em mente que a tecnologia HD ocupa mais espaço no disco rígido se comparada as tecnologias anteriores. Porém, ao mesmo tempo que tecnologia de qualidade de imagem evolui, a tecnologia empregada em HDs de armazenamento e também nos compressores de imagem acompanham o ritmo, oferecendo armazenamento em alta definição, arquivos menores e baixo consumo de banda larga.

Sendo assim, é necessário optar por componentes em HD que sejam otimizados para a gravação das câmeras em alta resolução, diminuindo as chances de danos ou perda de imagens.

Verifique a taxa de quadros por segundo e algoritmo de compactação de imagens

As mídias de vídeo normalmente são muito grandes e a compactação de imagens passa a ser necessária para a armazenagem e distribuição. Como em um CFTV as duas atividades acontecem constantemente, os equipamentos em alta definição precisam estar aptos para as funções. Hoje são comuns as seguintes tecnologias de compressão: H264, H264+, H265 e em alguns caos Ultra 265. São tecnologias que comprimem as imagens pelo menos entre 25% a 75% de eficiência.

Ao compactar as imagens, os vídeos são diminuídos, facilitando a transmissão e o armazenamento. Por outro lado, a taxa de quadros por segundo não deve ser muito baixa para não comprometer a qualidade da imagem — é recomendado entre 10 a 20fps para um sistema de CFTV oferecer fluidez na imagem e consumir menos espaço no HDD (Hard Disk Drive) – o elogiado filme “O Hobbit”, por exemplo, foi filmado em 48fps. Ou seja, é preciso aliar uma boa taxa de quadro, com uma compactação que facilite o trabalho de um circuito fechado de televisão.

Enfim, os equipamentos de segurança em alta definição já não podem ser considerados supérfluos ou algo fora da realidade. Com o aumento da taxa de violência que vivemos no país, utilizar recursos inteligentes é o básico para proteger nossos patrimônios e as pessoas que amamos. Então, não perca tempo, analise as informações apresentadas e saiba qual é a melhor ferramenta em alta definição para melhorar a segurança da sua empresa e da sua residência!

Gostou das dicas e informações? Então que tal se aprofundar mais ainda no assunto e conferir o nosso guia completo sobre o sistema de gravação DVR?

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *