Subscribe Now

Trending News

7 dicas para manter a segurança na garagem de condomínios
Segurança

7 dicas para manter a segurança na garagem de condomínios

Nos noticiários da TV é comum ver cenas de assaltos na entrada dos condomínios. Geralmente, os assaltantes já conhecem a rotina de entrada e saída dos moradores e, a partir disso, planejam o horário de assalto. Essa vulnerabilidade se torna ainda maior quando não se investe em segurança na garagem.
Felizmente, hoje em dia, existe uma variedade de equipamentos e atitudes para reduzir a insegurança. É o caso, por exemplo, de investir em câmeras e alarmes instalados em pontos estratégicos da garagem. Também, informar o porteiro sobre grandes períodos de afastamento e adotar crachá de acesso são algumas das ações eficientes.
Quer saber mais sobre esse assunto? Acompanhe este texto e conheça sugestões para aumentar a segurança na garagem do seu condomínio. Confira as nossas dicas a seguir!

1. Mantenha veículos com alarme acionado

Por acaso você se deu falta de algum objeto ou bolsa que estava guardada dentro do carro? Ou então aquelas moedas que você costumava deixar perto da embreagem sumiram? Já entrou no carro e achou compartimentos revirados? Essas situações ocorrem geralmente porque você simplesmente deixou o veículo aberto e sem o alarme acionado.
Por mais que o carro esteja guardado na garagem do seu prédio, é preciso garantir que o automóvel avise no caso de ação não autorizada por você. Sendo assim, feche todas as janelas do veículo e verifique as trancas. Acione o alarme ao verificar que está tudo bem fechado.

2. Informe ao zelador sobre grandes períodos de afastamento

Viajar um fim de semana inteiro com a família, férias antecipadas ou prolongadas: não ache que esses assuntos apenas dizem respeito a você e seus entes mais próximos. Na verdade, para garantir a segurança na garagem, uma outra pessoa precisa ser informada sobre isso: o porteiro.
Ele é quem vai proibir acesso de estranhos durante os grandes períodos do seu afastamento ou de toda a sua família. Portanto, informe-o corretamente o tempo que você vai ficar fora de casa e não vai levar o carro. E não se esqueça de deixar sempre telefones para contatos com o porteiro para que ele possa localizar você em caso de emergência.

3. Utilize crachás de acesso

Geralmente, o uso de crachás é mais comum no ambiente de trabalho. Quando eles são utilizados para um condomínio, gera muitas polêmicas e resistências. Mas é preciso que todos entendam que essa é mais uma maneira de garantir a segurança na garagem.
Por meio de crachás, é possível que moradores, zeladores e seguranças em geral fiquem sempre atentos aos controles de acesso. O intuito é que cada pessoa que tenha tanto acesso aos apartamentos do condomínio quanto à garagem seja devidamente registrada de acordo com a intenção da visita ou funcionalidade.
Por exemplo, empregados domésticos dos condôminos, visitantes para festas no apartamento ou salão do condomínio ou pessoas que vão realizar serviços gerais. É importante que cada indivíduo se apresente e faço o cadastro na portaria. Cada um receberá um crachá.
No caso de festas, ocasião em que geralmente a garagem fica ocupada de carros desconhecidos e um grande fluxo de pessoas, é importante adotar uma lista de convidados e entregá-la na portaria. Deixe claro para o porteiro de que quem não estiver com o nome nessa lista, não poderá entrar sem a identificação e autorização do morador responsável.
Além de cada pessoa ter um crachá, é importante que haja uma identificação dos veículos e condutores, bem como dos pedestres antes do acesso ao condomínio. Sem contar da necessidade de manter o cadastro atualizado dos moradores. Essas ações são indispensáveis na eficácia da segurança na garagem e em todo condomínio.

4. Teste periodicamente os alarmes

Atualmente, muitas ações de criminosos se iniciam por alguma falha de segurança na portaria do estacionamento. Em muitos casos o condomínio não possui um porteiro de plantão, o que facilita ainda mais a entrada de bandidos. Além disso, se os alarmes não funcionarem, os problemas aumentam.
Por isso é importante tanto se preocupar com o alarme do carro quando da garagem. Quando fizer a revisão do seu veículo, peça que para que seja realizado um teste no alarme do automóvel. Também reúna com o síndico e solicite que ele faça periodicamente a análise do alarme da garagem, evitando disparos de alarmes falsos. Com tudo em pleno funcionamento, será mais fácil coibir ações que trazem insegurança.

5. Faça o monitoramento com câmeras

Roubos e demais situações indesejadas podem acontecer quando ninguém está por perto. Mas as câmaras instaladas na garagem podem fazer o monitoramento em tempo real de tudo que ocorre nesse local. Mas para garantir a eficiência, é indispensável adotar equipamentos modernos e de alta qualidade.
Hoje em dia, por exemplo, é possível encontrar câmeras mais modernas que possibilitam a conexão com smartphones, computadores e outros dispositivos. A ideia é que você acompanhe de forma ininterrupta as movimentações incomuns na garagem onde está o seu carro.
Ainda, é possível que a câmara instalada na garagem possa ser utilizada em conjunto com empresas especializadas de segurança. Trabalhando com especialistas, será possível identificar pontos estratégicos de posicionamento das câmeras.

6. Instale alarmes de segurança na garagem

Os alarmes são estruturas integradas por dispositivos e sensores próprios de movimento e presença. Quando colocados em pontos estratégicos, conseguem evitar invasões, roubos e até ações de vandalismo.
Além disso, eles podem ser conectados a centrais operacionais, que funcionam 24 horas por dia para garantir o conforto dos moradores. E, se você acha que o processo de instalação de alarmes vai mudar a rotina do condomínio, está enganou. A instalação é um procedimento relativamente simples e a manutenção também.

7. Opte por sensores com iluminação automática

Geralmente, a garagem é um lugar escuro, o que deixa o local mais vulnerável. É preciso evitar uma área que não apresenta uma iluminação adequada. Afinal é essencial não dar oportunidade para o bandido.
Dessa forma, uma boa recomendação é instalar sensores de iluminação. Eles funcionam como detectores de presença, captando o calor emitido por pessoas ou animais. Como ação preventiva, a implementação de sensores de iluminação automática é fundamental.
Essas foram algumas dicas de segurança na garagem. Além dessas medidas, é importante também seguir um checklist para entrar e sair de casa. Dar uma volta na quadra antes de entrar e ficar atento a quem se aproxima de você são algumas das ações necessárias para garantir a sua segurança e de sua família.
Quer adquirir as melhores soluções de segurança? Entre em contato com a Giga Security. Esta é uma empresa especializa em criar, desenvolver e fabricar produtos para o segmento de segurança eletrônica, monitoramento de residências, hotéis e empresas.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *