Subscribe Now

Trending News

Os 6 equipamentos essenciais para um projeto de segurança em área externa
Tecnologia

Os 6 equipamentos essenciais para um projeto de segurança em área externa

A área externa de uma propriedade comercial ou residência é a linha de frente na defesa contra invasores e indivíduos mal-intencionados. Assim, um projeto de segurança em área externa necessita não só de cuidados especiais, mas também de equipamentos diferenciados.

Pensando nisso, preparamos uma lista de ferramentas que devem ser adotadas para que você consiga adotar um sistema de segurança de alto nível e proteger de forma devida o exterior de sua propriedade. Vamos conferir algumas das soluções digitais mais atraentes. Confira!

1. Sensor de movimento

Os sensores são as tecnologias mais comuns quando há a necessidade de um bom nível de proteção externa, tanto para ambientes residenciais como corporativos. Isso se explica pelo fato de que esses aparelhos, posicionados em locais de passagem de pessoas, são muito eficientes para identificar invasores e acionar a central de comando.

Esse equipamento funciona de forma muito simples. A maioria dos sensores funciona com base em fachos de luz infravermelha e atua diretamente na identificação de ameaças: isso ocorre quando um dos fachos é interrompido pela passagem de algum corpo ou objeto — o que é fundamental, já que muitos invasores costumam atirar utensílios para confirmar se os sensores estão presentes.

É importante destacar, também, que os sensores de movimento atuam de forma integrada com outros sistemas auxiliares, como alarmes sonoros. Em boas estruturas de segurança, esses equipamentos são conectados a bases de apoio que funcionam durante 24 horas, o que agiliza a resposta e a notificação às autoridades.

Existem vários tipos de sensores. Alguns deles são desenvolvidos de modo a proporcionar reações de acordo com atitudes específicas, como a abertura abrupta de janelas e portas ou até mesmo a remoção de algum obstáculo de acesso à edificação.

2. Cerca de segurança

As cercas elétricas são outro clássico da segurança externa. Ferramentas já bastante recorrentes nesse tipo de mercado, oferecem proteção física robusta contra ação de invasores. Além disso, a própria visibilidade do equipamento gera intimidação e desestimula a ação de indivíduos mal-intencionados.

A cerca elétrica, como o nome já indica, opera por meio de um componente conhecido como energizador. Ele é o responsável pela conversão direta da energia convencional da rede em um pulso de altíssima tensão, conduzido e distribuído de forma uniforme.

Desse modo, quando o invasor entra em contato com os fios, o circuito é fechado e a descarga elétrica é transferida. A intensidade desse choque pode ser ajustada, de acordo com as características do aparelho e da instalação. Quando atrelada a outros equipamentos, como alarmes e a central de segurança, todo o perímetro passa a contar com um serviço robusto e resposta rápida.

3. Circuito fechado de televisão

O sistema conhecido como CFTV é a ferramenta mais utilizada atualmente, principalmente pela versatilidade de adaptação a ambientes comerciais e residenciais. As câmeras de segurança contidas nessa estrutura de proteção possibilitam o monitoramento remoto de uma ampla área, sem depender da contratação de pessoas que fiscalizem esses equipamentos.

Isso se explica pelo fato de que a vigilância pode ser realizada de forma remota, de qualquer lugar e por meio de dispositivos móveis, como celulares e tablets. Muito além da simples captura de imagens, as câmeras contam com funcionalidades mais atraentes, como o congelamento, amplitude de zoom e análise detalhada do material em vídeo.

Os circuitos fechados se desenvolveram de tal modo que é possível até mesmo simular um comportamento semelhante aos dos sensores: é possível traçar uma linha virtual no próprio sistema e, caso ela seja ultrapassada, soará um alarme para a pessoa que realiza esse monitoramento.

Os sistemas CFTV se tornaram ainda mais robustos com a popularização da tecnologia IP, substituindo grande parte das estruturas analógicas. Desse modo, é possível operar com resoluções de imagens altíssimas, como o 4K e o 1080p. Além disso, as câmeras IP podem chegar aos 16 megapixels na captura de imagens.

4. Videoporteiro

Outro dispositivo desenvolvido para facilitar o controle dos acessos em ambientes residenciais e comerciais é o videoporteiro. É importante notar que a função do videoporteiro não se restringe a realizar a comunicação entre as partes interna e externa de um ambiente, mas também aumentar o nível geral de segurança com a visualização de quem solicita a entrada no local.

Essa ferramenta combina todas as vantagens um interfone convencional, como a capacidade de comunicação instantânea, com o registro eficiente realizado pela captura de imagens pelas câmeras, em vídeo.

O videoporteiro funciona da seguinte forma: um equipamento é acoplado diretamente a uma parede ou muro, na parte externa da propriedade. Quando um visitante aperta o botão e informa a sua presença, o moderador visualiza a imagem do visitante e pode se comunicar com ele.

O videoporteiro é bastante prático, pois pode ser posicionado junto às fechaduras inteligentes (que veremos mais adiante no texto) para entradas em geral, sejam portas comuns ou portões típicos de garagens. Além disso, como o material é resistente, não é preciso se preocupar com o efeito causado por chuvas e períodos climáticos em geral.

5. Câmeras de infravermelho

Esses equipamentos são úteis para coibir ataques a propriedades realizadas no período da noite. Muitos invasores preferem agir nesse período, quando a luminosidade no local é menor. Essas câmeras são compostas com placas especiais, acionadas quando a iluminação diminuir ainda mais no ambiente.

Com elas, é possível capturar imagens até mesmo em ambientes escuros demais para o olho humano e monitorá-las de maneira remota, sem a necessidade de presença física no local. Esses aparelhos oferecem, também, muitas possibilidades de integração com câmeras IP e armazenamento otimizado de imagens e vídeos.

6. Fechaduras inteligentes

Principalmente utilizadas na segurança residencial, as fechaduras inteligentes com uma biometria especial para permitir a abertura das portas, dispensando a obrigatoriedade de chaves. Desse modo, somente pessoas devidamente autorizadas conseguirão entrar na propriedade.

Além disso, também existem as opções que se integram ao aplicativo do fabricante e senhas numéricas. Os usuários podem, então, travar e destravar a entrada de forma remota — o que ajuda principalmente àqueles que nunca têm certeza de que trancaram as portas antes de sair de casa.

Percebeu como determinadas ferramentas podem ser adotadas e combinadas para prover um nível elevado de proteção para o seu patrimônio? A boa notícia é que todas os equipamentos citados podem ser adotados e combinados de forma efetiva em seu projeto de segurança.

Ainda não conhece o lugar perfeito para adquirir esses produtos? Então, saiba mais sobre onde comprar!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *